Quarta-feira, Abril 17, 2024
20 C
Lisboa
More

    Comerciantes de café da Europa pedem a UE para adiar as regras de desflorestação

    A indústria cafeeira europeia instou a União Europeia a adiar a implementação das suas regras inovadoras de desflorestação, citando um impacto potencialmente devastador para milhões de produtores nos países em desenvolvimento.

    A proibição da UE às importações de produtos produzidos em terras recentemente desmatadas forçará as empresas a rastrear os seus fornecimentos até um lote de terra e a apresentar a prova, que inclui coordenadas de geolocalização das explorações agrícolas. Não fazer isso resultará em penalidades caras.

    Se implementadas em 30 de Dezembro, conforme planeado, “as perturbações serão devastadoras, sobretudo para os milhões de pequenos produtores dos países em desenvolvimento para os quais a UE é um mercado significativo”, afirmou a Federação Europeia do Café numa carta obtida pela Bloomberg News. Cerca de 80% dos produtores de café não mapearam as suas parcelas e não saberiam como participar adequadamente no exercício, afirmou citando um inquérito preliminar da Organização Internacional do Café.

    “A implementação e o cronograma estão provando ser um desafio não apenas para todo o setor cafeeiro e partes interessadas relacionadas, mas também para as autoridades competentes da UE”, disse a associação comercial com sede em Bruxelas na carta à presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen.

    O desenvolvimento de ferramentas de apoio à conformidade tem sido lento, levando a organização a apelar à comissão para reconsiderar a implementação e o calendário do EUDR, de acordo com a carta.

    A comissão recebeu a carta e responderá oportunamente, segundo um porta-voz.

    A organização com sede em Bruxelas representa 90% do comércio e da indústria europeia do café, incluindo empresas como a Nestlé SA , a Illycaffe SpA e a Olam Food Ingredients. Os seus membros importam mais de 2,5 milhões de toneladas de café cultivado por 12,5 milhões de agricultores em 60 países.

    A “ECF e os seus membros continuam totalmente comprometidos com o espírito do EUDR e continuarão a trabalhar para garantir que o objetivo geral estabelecido pela Comissão Europeia seja alcançado por todos, quando for o momento certo, sem as inúmeras consequências indesejadas”, dizia a carta.

    Publicidade

    spot_img

    POSTAR COMENTÁRIO

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

    - Publicidade -spot_img

    ÚLTIMAS NOTÍCIAS

    Relação diz “que não há qualquer indício” de que António Costa tenha falado com Lacerda Machado sobre Sines

    O Tribunal da Relação de Lisboa não encontrou nos autos da investigação da Operação Influencer, que resultou na demissão...

    Artigos Relacionados

    Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
    • https://spaudio.servers.pt/8004/stream
    • Radio Calema
    • Radio Calema