Sexta-feira, Março 1, 2024
11.7 C
Lisboa
More

    Discussões sobre candidatura de oposição em Taiwan sofrem abalo após confronto na TV

    As discussões entre os dois principais partidos de oposição de Taiwan sobre a formação de uma candidatura presidencial conjunta estavam à beira do colapso nesta quinta-feira, depois de um confronto dramático transmitido ao vivo pela televisão, no qual os líderes partidários discutiram e revelaram conversas particulares confidenciais.

    As cenas dramáticas ocorreram menos de um dia antes de a oposição ter que registrar seus candidatos presidenciais na comissão eleitoral antes das eleições de 13 de janeiro, que ocorrem no momento em que a China intensifica sua pressão militar para tentar forçar a ilha a aceitar as reivindicações de soberania de Pequim.

    O Kuomintang (KMT) e o Partido Popular de Taiwan (TPP), ambos em campanha para forjar melhores laços com a China, já haviam concordado em trabalhar juntos contra o governista Partido Democrático Progressista (DPP), mas não fizeram nenhum progresso nos planos para uma chapa presidencial única.

    Terry Gou, o bilionário fundador da grande fornecedora da Apple, a Foxconn, que está se lançando como candidato independente, mas também não registrou sua candidatura, foi adicionado às conversas e, nesta semana, tentou unir o KMT e o TPP.

    Nesta quinta-feira, Gou convidou o candidato presidencial do KMT, Hou Yu-ih, e o candidato do TPP, Ko Wen-je, para se encontrarem em um hotel de luxo em Taipé para discutirem suas diferenças. Hou inicialmente se recusou a ir, mas depois apareceu com o presidente do KMT, Eric Chu, e o ex-presidente Ma Ying-jeou.

    Os cinco então se reuniram em uma sala de conferências para a qual haviam convidado repórteres e começaram a discutir e revelar conversas confidenciais em público, em imagens exibidas ao vivo nas emissoras de televisão de Taiwan.

    Em um dos momentos mais dramáticos, Hou leu uma mensagem de texto particular de Ko, na qual o candidato do TPP dizia que Gou precisava “encontrar um motivo” para desistir da corrida presidencial.

    Ko permaneceu sentado, com o rosto sério, enquanto o candidato do KMT continuava lendo outras mensagens e, quando finalmente teve a chance de responder, disse que ler mensagens privadas não era algo que candidatos presidenciais faziam.

    Depois de mais de uma hora de conversas e mais discussões, a equipe do KMT saiu. Mas o partido disse posteriormente que as conversas não haviam sido interrompidas.

    O porta-voz do KMT, Yang Chih-yu, disse aos repórteres que, apesar de os líderes do partido terem sido “muito humilhados em público” durante a reunião, o KMT continuará trabalhando arduamente para concretizar a candidatura conjunta.

    Após a conferência de imprensa, o TPP anunciou que Ko registrará sua candidatura a presidente na comissão eleitoral na manhã de sexta-feira, junto com um companheiro de chapa que o partido não identificou.

    O DPP, por sua vez, tem se destacado em sua campanha, tendo registrado na terça-feira sua chapa presidencial, composta pelo atual vice-presidente Lai Ching-te, que lidera as pesquisas, e sua companheira de chapa, Hsiao Bi-khim, anteriormente enviada de Taiwan para os Estados Unidos.

    Por Yimou Lee e Fabian Hamacher

    Publicidade

    spot_img
    FonteREUTERS

    POSTAR COMENTÁRIO

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

    - Publicidade -spot_img

    ÚLTIMAS NOTÍCIAS

    Índia e África do Sul bloqueiam acordo de investimento nas negociações da OMC

    A Índia e a África do Sul apresentaram uma objeção formal contra um acordo de investimento na reunião...

    Artigos Relacionados

    Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
    • https://spaudio.servers.pt/8004/stream
    • Radio Calema
    • Radio Calema