Terça-feira, Abril 16, 2024
14.1 C
Lisboa
More

    OMS impede embaixador etíope de discursar contra director-geral

    Um dos membros da direcção da Organização Mundial de Saúde (OMS) cortou a palavra ao embaixador da Etiópia nas Nações Unidas, quando este estava a tentar criticar o actual director-geral da agência por alegadamente apoiar os rebeldes na região do Tigray – uma região onde a guerra civil entre o governo e os rebeldes matou milhares de pessoas.

    Segundo a agência Reuters, o embaixador, Zenebe Kebede Korcho, pediu que fosse investigada uma alegada relação entre Tedros Adhanom Ghebreyesus, que além de etíope, é oriundo da região do Tigray, e o financiamento de rebeldes nesta região.

    Patrick Amoth, presidente da mesa da Assembleia Geral da OMS, decidiu colocar de parte o pedido por não se enquadrar na discussão e nenhum dos membros da comissão executiva se opôs.

    Mais tarde, o embaixador da Etiópia tentou novamente fazer um discurso virtual contra o actual director-geral da OMS, mas a sua transmissão foi cortada duas vezes.

    Isto ocorreu no início de uma reunião que decorrerá durante toda a semana, para discutir a reeleição de Tedros Adhanom Ghebreyesus para um segundo mandato à frente da OMS. Quando concorreu pela primeira vez ao cargo em 2017, Ghebreyesus recebeu o apoio do seu país, mas a relação entre o director-geral da OMS e o governo da Etiópia deteriorou-se quando Ghebreyesus alertou para o limitado acesso a cuidados de saúde da população no Tigray.

    Zenebe acusou Tedros de usar a sua posição na OMS “contra os interesses da Etiópia” e acrescentou que era o seu “direito soberano fazer uma declaração perante a agência”.

    Não é a primeira vez que o governo da Etiópia critica Tedros. O director-geral da OMS já foi ministro da Saúde e dos Negócios Estrangeiros do país, um dos mais pobres do mundo, mas o governo tem acusado Tedros Ghebreyesus de espalhar desinformação sobre a guerra.

    O conflito no norte da Etiópia já forçou dois milhões de pessoas a fugirem das suas casas e as Nações Unidas alertam para as paupérrimas condições da população de etnia Tigray, devido à prolongada pressão das forças governamentais na região.

    Publicidade

    spot_img

    POSTAR COMENTÁRIO

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

    - Publicidade -spot_img

    ÚLTIMAS NOTÍCIAS

    Depois da Secretária do Tesouro dos EUA, Chanceler Alemão chega à China com a missão de reduzir as tensões económicas

    O chanceler alemão, Olaf Scholz, levará uma mensagem delicada à China esta semana: Pequim ainda não agiu de acordo...

    Artigos Relacionados

    Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
    • https://spaudio.servers.pt/8004/stream
    • Radio Calema
    • Radio Calema