Quinta-feira, Fevereiro 22, 2024
16 C
Lisboa
More

    Presidente da República em Washington para encontro com Joe Biden

    O Presidente da República, João Lourenço, chegou esta quarta-feira à noite a Washington DC, para um encontro com o seu homólogo norte-americano, Joe Biden, que marca o início de uma nova era nas relações entre Angola e os Estados Unidos da América.

    Esta será a primeira vez que o Chefe de Estado angolano será recebido na Casa Branca, desde a sua ascensão ao poder em 2017, o que abre grandes expectativas em torno dos novos rumos da cooperação bilateral.

    Para o encontro desta quinta-feira (30), João Lourenço traz na agenda uma vasta gama de temas relacionados com as reformas implementadas pelo Governo, com destaque para as novas oportunidades de investimento em Angola, nos mais variados domínios.

    A reunião com Joe Biden ocorre numa altura em que os dois países celebram 30 anos de relações diplomáticas e procuram consolidar a sua parceria estratégica, em áreas consideradas chave para gerar vantagens mútuas.

    Segundo a Casa Branca e a Presidência angolana, Joe Biden e João Lourenço vão discutir sobre os próximos passos para aprofundar a cooperação bilateral em matéria de comércio, investimento, clima e energia.

    Um dos temas de destaque será a implementação do projecto de Parceria para Infra-estruturas e Investimentos Globais (PGI) do Presidente Biden no Corredor do Lobito, que prevê ligar Angola, a República Democrática do Congo e a Zâmbia aos mercados globais, através do Porto do Lobito.

    O Corredor do Lobito representa um espaço estratégico e privilegiado para o alavancar da economia angolana, tendo em conta a sua localização geoestratégica, que abre grandes oportunidades aos investidores, sobretudo americanos.

    A região dispõe de um conjunto de infra-estruturas estratégicas que ligam Benguela à República Democrática do Congo (RDC) e à Zâmbia, com saídas ferroviária, aérea, marítima e terrestre, sendo, por isso, uma boa opção no projecto de integração regional.

    Em pleno funcionamento, o Corredor do Lobito poderá facilitar o surgimento de uma circulação económica e financeira mais sustentável para Angola e os países vizinhos.

    Este corredor favorece, sobremaneira, os negócios das grandes e pequenas empresas, que poderão usar o Porto do Lobito como opção de primeira linha, ao invés dos portos de Dar-es-Salaam (Tanzânia), da Beira (Moçambique) ou de Durban (África do Sul), no oceano Índico.

    Com a expansão e modernização do Porto do Lobito, torna-se mais rápida a transportação de mercadorias, que podem cruzar os oceanos Atlântico e Índico, em apenas três semanas, através da conexão entre a linha-férrea e o Porto de Dar-es-Salaam (Tanzânia).

    O Corredor do Lobito dispõe de linha-férrea que parte do Porto do Lobito até às regiões ricas em minérios da RDC e da Zâmbia, onde já começa a ter impacto na vida das comunidades residentes ao longo da linha ferroviária.

    A ligação, feita em 1.344 quilómetros de ferrovia, permite reduzir para metade o tempo de viagem, para alguns dias, ao invés de semanas, facilitando o transporte rápido de mercadorias diversas do Porto do Lobito até à RDC.

    Com potencial para servir outros mercados do Sul de África, a nova linha-férrea abre oportunidades para desenvolver o sector agrícola e a indústria alimentar.

    Recentemente, o Presidente Joe Biden e a presidente da Comissão da União Europeia (UE), Ursula Von der Leyen, anunciaram um compromisso conjunto para apoiar Angola, a República Democrática do Congo (RDC) e a Zâmbia a acelerarem a expansão do Corredor do Lobito.

    A Parceria para Infra-estrutruras Globais e Investimento visa, essencialmente, permitir que o reforço da interligação do Corredor do Lobito aos países vizinhos de Angola crie novas oportunidades económicas para o país e a região.

    Em parceria com os três países, a União Europeia e os Estados Unidos da América comprometem-se a apoiar o desenvolvimento do Corredor, através do lançamento de estudos de viabilidade para uma nova expansão da linha ferroviária “greenfield” entre a Zâmbia e Angola.

    Pretende-se com a parceria EUA-UE modernizar infra-estruturas críticas na África Subsaariana, a fim de unir forças para gerar benefícios económicos com os seus parceiros em Angola, RDC e Zâmbia.

    A parceria combinará recursos financeiros e conhecimentos técnicos para acelerar o desenvolvimento do Corredor do Lobito, incluindo investimentos no acesso digital e nas cadeias de valor agrícolas.

    Nesse quadro, os Estados Unidos da América e a União Europeia contam apoiar os Governos dos três países envolvidos no lançamento de estudos de pré-viabilidade para a construção da nova linha ferroviária Zâmbia-Lobito.

    Investimentos em África

    Entretanto, além do tema do Corredor do Lobito, a conversa entre Joe Biden e João Lourenço poderá focar-se, também, em alguns dos temas abordados na cimeira EUA-África, realizada em Washington, em Dezembro de 2022.

    Trata-se de uma oportunidade para os dois estadistas discutirem sobre como os Estados Unidos e as nações africanas e povos podem continuar a trabalhar em conjunto para fazer face aos desafios regionais e globais.

    A esse respeito, o Presidente Joe Biden afirmou, em Dezembro de 2022, na Cimeira EUA-ÁFRICA, que a sua administração está totalmente envolvida com a África.

    Na altura, o estadista anunciou que as instituições do seu país vão disponibilizar cerca de 15 mil milhões de dólares para novos projectos, a fim de servirem, a longo prazo, para melhorar a vida da população do continente africano.

    Além desses recursos, Joe Biden anunciou uma verba de quase 350 milhões de dólares para a transformação digital de África, além da facilitação de mais 450 milhões de dólares de financiamento, como um todo, incluindo a colaboração com instituições como a Microsoft.

    Disse pretender-se, com esses investimentos, assegurar o acesso de 5 milhões de africanos à rede mundial de computadores, como parte do compromisso daquela multinacional de chegar a 100 milhões de pessoas até 2025.

    Estas poderão ser as notas dominantes do encontro entre Joe Biden e João Lourenço, que se faz acompanhar da Primeira-dama da República, Ana Dias Lourenço. ELJ

    Publicidade

    spot_img
    FonteAngop

    POSTAR COMENTÁRIO

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

    - Publicidade -spot_img

    ÚLTIMAS NOTÍCIAS

    Dani Alves considerado culpado de violação de uma mulher numa discoteca em Espanha

    O futebolista brasileiro de 40 anos negou qualquer infração durante o julgamento de três dias que decorreu este mês....

    Artigos Relacionados

    Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
    • https://spaudio.servers.pt/8004/stream
    • Radio Calema
    • Radio Calema