Segunda-feira, Junho 24, 2024
24.4 C
Lisboa
More

    Director da FAO agradece o apoio

    O director-geral da Organização das Nações Unidas para a Agricultura e Alimentação (FAO), Jacques Diouf, foi ontem ao encontro do ministro das Relações Exteriores, Georges Chikoti, para agradecer o apoio que recebeu do Presidente da República, José Eduardo dos Santos, durante os seus três mandatos consecutivos.
    “Foi uma visita de despedida, depois de três mandatos consecutivos à frente da FAO. Foram quase 18 anos e queria vir a Angola para agradecer ao Presidente dos Santos, ao Governo e ao povo angolano pelo apoio constante durante este período como candidato de África”, disse, em declarações prestadas à imprensa, no final do encontro com Georges Chikoti.
    Desde domingo em Luanda, o senegalês disse ter vindo também agradecer a José Eduardo dos Santos por ter sido um dos impulsionadores do “Prémio Jacques Diouf”, adoptado pelos Chefes de Estado e de Governo da União Africana, durante a cimeira decorrida entre 30 de Junho e 1 de Julho deste ano, em Malabo.
    Jacques Diouf, que termina o último dos três mandatos no dia 31de Dezembro, justificou ainda a sua presença em Angola, com o facto de o país ocupar, desde Abril deste ano, a presidência da Conferência Regional da FAO para África, por um período de três anos. O responsável da FAO considerou que Angola tem jogado um papel muito importante para o desenvolvimento da agricultura no continente, posição que, segundo ele, pode ajudar os países da conferência regional.

    Cooperação excelente

    Antes do encontro com o chefe da diplomacia angolana, o director-geral da FAO manteve encontros em separado com os ministros da Agricultura, Desenvolvimento Rural e Pescas, Afonso Pedro Canga, e do Ambiente, Fátima Jardim.
    Jacques Diouf disse ter tratado com aqueles dirigentes questões que têm a ver com a segurança alimentar e o programa de recursos naturais, particularmente no âmbito da preparação das conferências das Nações Unidas sobre Alterações Climáticas, em Novembro deste ano, em Durban, e de desenvolvimento sustentável “Rio + 20”, a ter lugar no próximo ano, no Rio de Janeiro.
    “Analisámos a forma como a FAO pode apoiar Angola para a preparação dessas reuniões internacionais”, acrescentou Jacques Diouf, que considerou “bastante excelente” a cooperação entre a FAO e Angola, não só no sector agropecuário e das pescas, mas também nos recursos naturais e meio ambiente.
    Jacques Diouf elogiou a atenção que o Executivo angolano tem dado ao sector da Agricultura. “Penso que há já uma prioridade para o sector agropecuário. Essa prioridade dada pelo Presidente dos Santos é estratégica e pensamos que deve continuar e ser reforçada, dando-se mais recursos ao sector da Agricultura”, defendeu o director-geral da FAO, lembrando que esta é uma das recomendações da Cimeira de Chefes de Estado e de Governo da União Africana, decorrida em 2003, em Maputo.

    Fonte: Jornal de Angola

    Publicidade

    spot_img

    POSTAR COMENTÁRIO

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

    - Publicidade -spot_img

    ÚLTIMAS NOTÍCIAS

    Biden e Trump se enfrentam em primeiro debate na quinta-feira

    O primeiro debate entre o democrata Joe Biden e o republicano Donald Trump na corrida à Casa Branca, marcado...

    Artigos Relacionados

    Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
    • https://spaudio.servers.pt/8004/stream
    • Radio Calema
    • Radio Calema