Quinta-feira, Fevereiro 22, 2024
16.9 C
Lisboa
More

    Petróleo cai para US$ 75,45 o barril, apesar da visita de Putin ao Oriente Médio para cimentar laços com a OPEP+

    O petróleo caiu esta tarde, às 15h40 horas de Londres, para o nível mais baixo, US$ 75.45 o barril, desde setembro, quando chegou a atingir US$ 96.55 o barril, à medida que as exportações dos EUA aumentam consideravelmente e as dúvidas sobre se a OPEP+ conseguirá cumprir os cortes de produção planeados levantam preocupações sobre um excesso de oferta de petróleo bruto.

    Os mercados voltaram a sua atenção na quarta-feira para os dados do governo dos EUA sobre as reservas e exportações de petróleo bruto do país, para avaliar o quanto os fornecimentos do país podem estar a pesar nos mercados de todo o mundo. Os embarques de petróleo bruto dos EUA estão aproximando-se de um recorde de 6 milhões de barris por dia, de acordo com estimativas de empresas de rastreamento de navios.

    Num outro sinal de oferta abundante, um relatório do setor informou que os estoques aumentaram na semana passada nos Estados Unidos.

    Reflectindo a fraqueza do mercado, a Arábia Saudita reduziu os seus preços oficiais de venda à Ásia pelo maior valor desde Fevereiro.

    O declínio do preço do petróleo desde que a Organização dos Países Exportadores de Petróleo e seus aliados anunciaram cortes mais profundos na produção na quinta-feira passada mostra quão difícil pode ser para o cartel equilibrar o mercado no primeiro trimestre. Os futuros caíram quase um quarto desde o pico no final de setembro, devido a preocupações de que o aumento da produção fora do cartel superará o crescimento da demanda.

    O Presidente russo, Vladimir Putin, chegou hoje aos Emirados Árabes Unidos, numa rápida visita que o levará também à Arábia Saudita. Embora a Rússia tenha dado o seu apoio aos cortes da OPEP+ da semana passada e se espere que Putin tente cimentar os laços da OPEP+ com os seus parceiros na Arábia Saudita e nos Emirados Árabes Unidos, os mercados continuam pessimistas quanto à capacidade da OPEP+ de aumentar os preços através de cortes na produção de petróleo.

    Por Editor Económico
    Portal de Angola

    Publicidade

    spot_img

    POSTAR COMENTÁRIO

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

    - Publicidade -spot_img

    ÚLTIMAS NOTÍCIAS

    França pretende organizar a primeira reunião para discutir a ligação de infraestrutura entre a Índia e a UE

    A França está a preparar uma primeira reunião para discutir uma ligação infraestrutural que ligaria a Índia à Europa...

    Artigos Relacionados

    Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
    • https://spaudio.servers.pt/8004/stream
    • Radio Calema
    • Radio Calema