Terça-feira, Março 5, 2024
15 C
Lisboa
More

    Biden diz que a sua política económica está a criar um renascimento da manufatura nos EUA

    O presidente Joe Biden disse que as suas políticas estão a criar um renascimento da indústria nos Estados Unidos, buscando reunir americanos céticos em torno da sua agenda económica no primeiro aniversário da aprovação de um de seus pilares.

    Biden falou numa fábrica de energia eólica que simboliza a promessa da sua política industrial: criar empregos bem remunerados e trazer “cadeias de abastecimento de volta para casa” enquanto estimula os esforços do país para combater a mudança climática.

    O evento de quarta-feira marcou o primeiro ano da adoção do CHIPS and Science Act, uma medida de US$ 52 bilhões para impulsionar a fabricação doméstica de semicondutores e combater o domínio chinês da indústria.

    “Por muito tempo nos disseram para desistir da fabricação americana. Isso não pode acontecer novamente”, disse Biden na quarta-feira numa inauguração de uma instalação da Arcosa Wind Towers Inc. no Novo México. “A América costumava liderar o mundo na manufatura. Nós vamos fazer isso de novo. É uma proposta simples: decidimos que vamos investir na América”, acrescentou.

    Embora a lei possa levar anos para dar frutos completos, Biden disse que os incentivos financeiros e fiscais que ele assinou ajudaram a impulsionar a economia dos EUA como um todo.

    A lei é uma das várias medidas que Biden assinou, juntamente com a lei de clima, saúde e impostos dos democratas – a Lei de Redução da Inflação – e um projeto de lei bipartidário de infraestrutura, que ele credita por estimular um aumento na construção industrial e diz que criará empregos com altos salários e tornará os EUA menos dependentes de produtos fabricados no exterior.

    O presidente, no entanto, está frustrado por não receber crédito pela recuperação da manufatura ou outros dados económicos positivos, como o arrefecimento da inflação, o forte produto interno bruto e o crescimento do emprego. As pesquisas mostram que os eleitores ainda desaprovam a sua forma de lidar com a economia. Reverter essas percepções será fundamental para garantir a reeleição em 2024.

    Biden sofreu um revés no mês passado, quando a maior fabricante de chips de Taiwan disse que foi forçada a adiar a produção num projeto emblemático no Arizona.
    A Taiwan Semiconductor Manufacturing Co. disse que não iniciaria a produção na fábrica do Arizona até 2025 – após a eleição presidencial dos EUA, citando a escassez de mão de obra qualificada e os custos nos EUA como razões para o adiamento.

    A falta de mão de obra qualificada e os custos da repatriação de indústrias da Asia para os Estados Unidos são dois fatores que podem levar ao fracasso da política económica de Joe Biden.

    Por Editor Económico
    Portal de Angola

    Publicidade

    spot_img

    POSTAR COMENTÁRIO

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

    - Publicidade -spot_img

    ÚLTIMAS NOTÍCIAS

    Emirados Árabes Unidos convocarão uma reunião sobre financiamento climático em preparação para a COP29

    Os Emirados Árabes Unidos reunirão representantes dos países e líderes de instituições financeiras globais numa reunião especial em junho,...

    Artigos Relacionados

    Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
    • https://spaudio.servers.pt/8004/stream
    • Radio Calema
    • Radio Calema