Sexta-feira, Abril 19, 2024
16.7 C
Lisboa
More

    Yuri da Cunha sublinha importância das línguas nacionais

    Músico Yuri da Cunha (à direit.) realça importância das línguas nacionais

    Luanda – O músico angolano Yuri da Cunha realçou  hoje (domingo ), em Luanda, a importância da aprendizagem das línguas nacionais,  por parte da nova geração de músicos, visando a preservação e desenvolvimento da cultura nacional.

    Em declarações hoje à Angop, à margem do espectáculo denominado “Boda Anos 70, 80, 90” de Paulo Flores, que teve lugar no Estádio dos Coqueiros, no qual foi convidado, disse ser importante para nova geração a aprendizagem das línguas nativas, com finalidade de proteger  e desenvolver a  música e, consequentemente, internacionalizar a mesma.

    Na mesma perspectiva, Yuri da Cunha solicitou às instituições de direito para criarem projectos que visam o incentivo quer a nível escolar, quer no seio familiar, da utilização  das línguas nacionais , como veículo de transmissão de mensagens.

    “A nova geração de músicos, principalmente, deve preocupar-se em usar as nossas línguas nacionais, para que as músicas dos artistas que marcaram no passado seja uma referência para as futuras gerações”, comentou.

    Durante a sua actuação Yuri da Cunha dividiu o palco com Paulo Flores, cantando músicas nacionais que marcaram a praça angolana.

    O trajecto musical de Yuri da Cunha iniciou-se na sua infância, assistindo aos ensaios do conjunto “Os Kwanzas”, onde o seu pai, Henrique da Cunha “Riquito”, era um exímio guitarrista.

    Mais tarde em Luanda, no bairro Rocha Pinto, em companhia dos seus primos e irmãos (actualmente ligados à música) foi aperfeiçoando técnicas de voz e interpretação com o professor Manuel Costa “Makanha”.

    Em 1994, inscreve-se nos concursos de música infantil da Rádio Nacional de Angola (RNA) e destacou-se com a canção o “Amigo”, da autoria do professor “Makanha”, tendo vencido o prémio de melhor canção infantil.

    Em1996 seguiu para Lisboa (Portugal), onde gravou o seu primeiro trabalho discográfico intitulado “É tudo Amor”.

    O lançamento do seu segundo disco intitulado “Eu”, em Janeiro de 2005, permitiu-lhe confirmar o sucesso de temas que o colocaram
    na ribalta do music hall angolano.

    Fonte: Angop

    Foto: Angop

    Publicidade

    spot_img

    POSTAR COMENTÁRIO

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

    - Publicidade -spot_img

    ÚLTIMAS NOTÍCIAS

    FMI altera regras para acelerar acordos de dívida com países em desenvolvimento e evitar atrasos causados pela China

    O conselho executivo do Fundo Monetário Internacional apoiou uma mudança importante para dar-lhe mais liberdade para apoiar países em...

    Artigos Relacionados

    Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
    • https://spaudio.servers.pt/8004/stream
    • Radio Calema
    • Radio Calema