Domingo, Maio 26, 2024
17.1 C
Lisboa
More

    Venda de diamantes com mais receitas

    Angola vendeu em 2011 cerca de 8,32 milhões de quilates de diamantes, obtendo como receita 1,16 mil milhões de dólares norte-americanos, o que representa uma subida de 17 por cento em relação ao ano anterior, quando a concessionária nacional de diamantes, Endiama – EP comercializou 8,36 milhões de dólares.

    Uma fonte ligada à indústria diamantífera explicou ontem ao Jornal de Angola que essa recuperação deve-se à subida do preço dos diamantes angolanos no mercado internacional, depois da recessão verificada nos últimos anos.

    Em 2009, foram vendidos 9,32 milhões de quilates, de que resultou uma receita de 804 milhões de dólares, acrescentou a fonte, notando que hoje a estratégia é “vender menos, mas ganhando mais”.
    Esses dados foram avançados numa altura em que Angola assinala 100 anos desde a primeira descoberta de diamantes no rio Mussalala, um afluente da margem direita do Chiumbe, não muito distante da República Democrática do Congo, e quando a Endiama completa trinta e um anos.

    Para assinalar a data, a Endiama – EP organiza “Jornadas Técnicas”, com a participação das suas associadas em diferentes projectos diamantíferos, tendo como principal tema a “Exploração de Diamantes para a Sustentabilidade e Responsabilidade Social deste subsector”.

    Em foco estará a situação operacional dos projectos em curso, nomeadamente os actuais programas geológicos e tecnológicos, os desafios e soluções, e as boas práticas de rentabilidade da exploração de diamantes de Catoca e do Cuango e Chitotolo.

    A responsabilidade corporativa da Endiama junto das comunidades, na esteira da nova visão social, nomeadamente a “Operação Angola na Luta Contra a Pobreza” é também um dos temas seleccionados, cujo prelector será o Dr. Gentil Viana, com a moderação da secretária da Presidência para a área social, Rosa Pacavira.

    Depois será a vez da directora do Gabinete do Sistema de Saúde da Endiama, Conceição Pitra, falar sobre a intervenção de emergência da empresa e suas associadas para estancar o surto de cólera nos municípios do Lucapa e Cuango, na Lunda-Norte. Os debates vão centrar-se na solução sustentável para erradicar a cólera junto das comunidades.

    Nas jornadas que vão ser abertas pelo presidente do Conselho de Administração da Endiama, Carlos Sumbula, vai ser passada uma informação pela Fundação Brilhante, braço social da Endiama, sobre o programa de inauguração das escolas da Sociedade Mineira do Cuango, Clínica Sagrada Esperança e Sociedade Mineira do Chitotolo.

    Fonte: Jornal de Angola

    Publicidade

    spot_img

    POSTAR COMENTÁRIO

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

    - Publicidade -spot_img

    ÚLTIMAS NOTÍCIAS

    Anora de Sean Baker vence Palma de Ouro em Cannes. Miguel Gomes recebe Melhor Realização com Grand Tour

    O realizador norte-americano recebeu o prémio de Melhor Filme no Festival de Cinema de Cannes pelo qual "trabalhou toda...

    Artigos Relacionados

    Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
    • https://spaudio.servers.pt/8004/stream
    • Radio Calema
    • Radio Calema