Segunda-feira, Julho 22, 2024
32.8 C
Lisboa
More

    Tropas ruandesas combateram ao lado dos rebeldes M23 na RDC afirmam peritos da ONU

    Cerca de 3.000 a 4.000 soldados ruandeses combatem ao lado do M23 no leste da República Democrática do Congo, segundo um relatório de peritos da ONU visto hoje pela AFP , que assinala que Kigali tem “controlo de facto” das operações dos rebeldes.

    A província do Kivu Norte está sob o domínio da rebelião do M23 (Movimento 23 de março) desde o final de 2021, com o grupo a apoderar-se de vastas áreas do território da região e a instalar um regime paralelo nas zonas atualmente sob o seu controlo.

    Kinshasa acusa o Ruanda de apoiar o grupo rebelde M23, liderado pelos tutsis, algo que Kigali começou por negar, mas depois deixou de fazer quaisquer comentários ou ter qualquer reacção.

    Mas o relatório encomendado pelo Conselho de Segurança da ONU diz que o “controlo e direção de facto do exército ruandês sobre as operações do M23” torna o país “responsável pelas acções do M23”.

    As intervenções e operações militares das Forças de Defesa do Ruanda (RDF) em áreas do Kivu do Norte – “foram fundamentais para a impressionante expansão territorial alcançada entre janeiro e março de 2024” pelo M23, afirma o relatório, o qual estima que, no momento da redação do documento, em abril, o número de tropas ruandesas “igualava, se não ultrapassava”, o número de soldados do M23, que se pensa ser de cerca de 3.000.

    Até ao final de 2023, as autoridades ruandesas negaram publicamente que as suas tropas estivessem a operar ao lado dos rebeldes do M23 no Norte do Kivu, mas desde então Kigali deixou de comentar diretamente essas acusações.

    O Presidente do Ruanda, Paul Kagame, declarou em 20 de junho, na France 24, que “estamos prontos para lutar” contra a República Democrática do Congo, se necessário, embora tenha evitado a questão da presença militar do seu país no país.

    Há vários meses que os Estados Unidos, a França, a Bélgica e a União Europeia apelam ao Ruanda para que retire as suas forças e mísseis terra-ar do território congolês e deixe de apoiar o M23.

    Publicidade

    spot_img
    FonteVOA

    POSTAR COMENTÁRIO

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

    - Publicidade -spot_img

    ÚLTIMAS NOTÍCIAS

    Trump diz que Kamala Harris será mais fácil de derrotar do que Biden

    O candidato republicano à Presidência dos Estados Unidos, Donald Trump, disse à CNN neste domingo que acha que será...

    Artigos Relacionados

    Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
    • https://spaudio.servers.pt/8004/stream
    • Radio Calema
    • Radio Calema