Sexta-feira, Junho 21, 2024
21.1 C
Lisboa
More

    Tentativa de Golpe de Estado pode valer 35 anos de cadeia

    Nos últimos dias, após o Golpe de Estado perpetrado na Guiné (Conacri), acompanhamos, com alguma preocupação, alguns discursos inflamatórios de pessoas emocionadas que instigavam os cidadãos, nas redes sociais e em outros canais de comunicação, a adoptarem actos de rebelião que pudessem culminar na consumação de um conjunto de crimes contra a realização do Estado angolano, o que poderia levar os seus autores a serem condenados por cúmulo jurídico, no limite máximo da pena em Angola, por um período até 35 anos de prisão, resultante da soma das penas concretamente aplicadas aos vários crimes cometidos, conforme prevê o número 2 do artigo 78º, bem como do número 2 do artigo 44º, ambos do código penal vigente.

    Nesta conformidade, e de acordo com a nossa hipotética pergunta de partida, se um grupo de cidadãos, que não respeita as disposições constitucionais para se chegar ao poder, por via do sufrágio universal ou por via dos resultados das eleições, decidir engendrar e executar um plano maquiavélico para mergulhar o país numa instabilidade social e atentar contra o órgão de soberania, Presidente da República, de forma a perturbar e subverter as instituições do Estado, incitando e instigando os cidadãos à uma rebelião para coagir a alternância do poder, os seus autores incorrem, ainda que, a título de preparação dos seus actos ou mesmo pela tentativa, num concurso de crimes previstos e puníveis pelo código penal vigente, designadamente, nos crimes de Instigação pública ao crime, Rebelião, Atentado contra o Presidente da República e contra outras entidades do Estado, Coacção do Presidente da República e de outras entidades do Estado, Perturbação do funcionamento de Órgão de Soberania, Violação de recintos, o que levaria os seus autores a serem punidos com uma pena de prisão que pudesse chegar até aos 35 anos, atendendo ao concurso de crimes.

    Realça-se que alguns dos crimes enumerados acima, a mera preparação dos seus actos já são puníveis, de conformidade com o artigo 336º do código penal.

    PhD. WALDEMAR JOSÉ – In Facebook

    Publicidade

    spot_img

    POSTAR COMENTÁRIO

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

    - Publicidade -spot_img

    ÚLTIMAS NOTÍCIAS

    Angola: Comissão Económica aprecia proposta de novo regime de preços e analisa desempenho económico em 2024

    A Comissão Económica do Conselho de Ministros apreciou ontem, quinta-feira, uma proposta de lei que concede ao Presidente da...

    Artigos Relacionados

    Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
    • https://spaudio.servers.pt/8004/stream
    • Radio Calema
    • Radio Calema