Sexta-feira, Abril 19, 2024
16.7 C
Lisboa
More

    Técnicos preparam reunião de ministros

    Os trabalhos preparatórios da 31ª cimeira de Chefes de Estado e de Governo da Comunidade de Desenvolvimento da África Austral (SADC) começaram ontem no Centro de Convenções de Talatona, em Luanda, com a reunião do Comité Permanente de Altos Funcionários, que aprecia a agenda a ser submetida ao Conselho de Ministros.
    De acordo com a secretária nacional da SADC, Beatriz Morais, a reunião está a debater assuntos relacionados com as contribuições dos Estados membros. A esse propósito, indicou que grande parte deles já honrou os seus compromissos, aguardando-se que outros também o façam até ao final dos trabalhos.
    A reunião, que termina amanhã, está igualmente a avaliar o grau de cumprimento das decisões da cimeira passada, realizada em Windhoek, na Namíbia, e do Conselho de Ministros deste ano.
    O encontro vai passar em revista os relatórios produzidos pelas reuniões sectoriais aos vários níveis, a cooperação entre a SADC e os vários parceiros internacionais, como a NEPAD e a União Africana, além da análise do relatório do Comité de Finanças. Peritos vão avaliar as contribuições dos países membros e a questão do orçamento para 2011/2012 e 2013.
    A reunião de peritos está igualmente a debater os assuntos inseridos no relatório do secretário executivo, que faz uma abordagem sobre a situação política, económica e de integração da SADC.
    A secretária nacional da organização referiu que todos os Estados membros estão representados na reunião preparatória, com excepção do Malawi. Beatriz Morais sublinhou que os peritos estão a analisar sobretudo questões económicas e financeiras da organização, reservando as questões políticas para a reunião ministerial do órgão de Política, Defesa e Segurança, que se realiza domingo.
    Madagáscar, um dos 14 membros da organização, continua suspenso por não ter resolvido, até ao momento, o conflito político interno que opõe o actual Presidente, Andry Rajoelina, que assumiu o poder por meios não constitucionais, e os demais partidos políticos.

    A reunião do Conselho de Ministros, que se realiza segunda e terça-feira, antecede a cimeira de Chefes de Estado e de Governo, marcada para os dias 17 e 18. Angola assume, nessa reunião, a presidência rotativa da organização, durante um ano. O ministro dos Negócios Estrangeiros e Integração Regional das Ilhas Maurícias, Arvin Boolell, chegou ontem à tarde a Luanda, para participar na reunião do Conselho de Ministros da SADC, a decorrer na próxima segunda-feira.
    A SADC foi criada em 1992, como sucessora da SADCC (Conferência de Coordenação para o Desenvolvimento da África Austral). Actualmente, engloba 14 países, que totalizam uma população de 210 milhões de pessoas e um Produto Interno Bruto de 700 mil milhões de dólares.
    As principais metas da organização são desenvolver valores políticos, sistemas e instituições comuns, promover a paz e a segurança, o desenvolvimento sustentável, através da interdependência colectiva dos Estados membros e da autoconfiança e atingir a complementaridade entre as estratégias e programas nacionais e regionais.

    Facilitação de vistos

    Na quarta-feira, o secretário executivo da SADC,  Tomaz Salomão,  garantiu que a organização vai continuar a encorajar os Estados membros a caminharem para a supressão de vistos na região, salientando ser necessário tempo para os países se prepararem para o efeito.
    Das autoridades angolanas disse ter recebido garantias no sentido de cada vez mais o Executivo angolano trabalhar na matéria, acrescentando que, no geral, são poucos os países da região onde a exigência do visto é pertinente.

    Fonte: Jornal de Angola

    Publicidade

    spot_img

    POSTAR COMENTÁRIO

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

    - Publicidade -spot_img

    ÚLTIMAS NOTÍCIAS

    FMI altera regras para acelerar acordos de dívida com países em desenvolvimento e evitar atrasos causados pela China

    O conselho executivo do Fundo Monetário Internacional apoiou uma mudança importante para dar-lhe mais liberdade para apoiar países em...

    Artigos Relacionados

    Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
    • https://spaudio.servers.pt/8004/stream
    • Radio Calema
    • Radio Calema