Quarta-feira, Abril 17, 2024
20 C
Lisboa
More

    Senegal: data para eleições presidenciais cria polémica

    Um fórum de diálogo promovido pelo Presidente Macky Sall defendeu a 27 de Fevereiro que o chefe de Estado se mantenha no poder, além do fim do seu mandato, que expira a 2 de Abril.

    O órgão reunindo parte da oposição preconiza eleições antes da época das chuvas em Junho, mas além do fim do mandato do Presidente Macky Sall, que expira a 2 de Abril.

    Oumar Diallo, Professor de Estudos lusófonos da Universidade Cheikh Anta Diop de Dacar, lembra que as figuras mais significativas da oposição não participaram nessa concertação.

    Esta data de 2 de Junho foi decidida por uma parte da oposição com a sociedade civil. Na verdade, os pesos pesados da oposição não estiveram presentes neste diálogo, portanto a questão fica aberta. Mas segundo a lei, é o Presidente que, no final, decide a data. O que se percebe é que, com esta proposta, o Presidente quererá ficar mais tempo, prolongar o seu tempo, embora ele diga o contrário. A política é assim feita.

    (Oumar Diallo, Universidade Cheikh Anta Diop

    Oumar Diallo sobre data eleições presidenciais, 28.02.24

    Por outro lado, o Parlamento deve começar a debater hoje a proposta presidencial de uma amnistia para presos de casos políticos. Um texto que pode vir a apaziguar o ambiente no país, depois de uma muito forte crispação ligada ao fim do segundo mandato de Macky Sall, segundo o estudioso Oumar Diallo.

    Este projecto de amnistia vai apaziguar [as tensões] porque os opositores detidos, como Ousmane Sonko, detido há sete, oito meses, assim como o seu número dois, também detido, lideravam um partido, o Pastef, que tem grande adesão perante a juventude e sobretudo nas universidades senegalesas. Penso que com esta lei da amnistia assistiremos à libertação de Ousmane Sonko e dos seus militantes. O Senegal é um país de muito diálogo, históricamente. Mas actualmente, estamos à beira do caos, políticamente.

    Oumar Diallo sobre lei da amnistia, 28.02.24

    As conclusões desta reunião são contrárias às exigências da oposição e de uma parte da sociedade civil, que boicotaram este “diálogo nacional” e exigem que as eleições presidenciais sejam organizadas antes de 2 de Abril.

    Publicidade

    spot_img
    FonteRFI

    POSTAR COMENTÁRIO

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

    - Publicidade -spot_img

    ÚLTIMAS NOTÍCIAS

    Relação diz “que não há qualquer indício” de que António Costa tenha falado com Lacerda Machado sobre Sines

    O Tribunal da Relação de Lisboa não encontrou nos autos da investigação da Operação Influencer, que resultou na demissão...

    Artigos Relacionados

    Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
    • https://spaudio.servers.pt/8004/stream
    • Radio Calema
    • Radio Calema