Segunda-feira, Fevereiro 26, 2024
12.1 C
Lisboa
More

    Seminário sobre mapeamento agrícola

    (DR)
    (DR)

    Quarenta e três técnicos do Ministério da Agricultura terminaram, hoje, sexta-feira, no município de Kalandula, um seminário sobre mapeamento das zonas de subsistência das regiões norte e leste de Angola.

    Com duração de quatro dias e promovido pela SADC (Comunidade de Desenvolvimento da África Austral), em colaboração com o ministério da  agricultura, o seminário   visou informar e capacitar os participantes sobre as rotas de comercialização das culturas agrícolas produzidas no país.

    No acto de encerramento o vice-governador de Malanje para o sector económico, Domingos Manuel Eduardo, explicou que esta formação vai permitir elaborar os fluxos padrões de produtos alimentares que constituem a base para a tomada de decisões no que diz respeito as análises da disponibilidade de alimentos e das possibilidades de aquisição para programas específicos.

    Por outro lado, Domingos Eduardo pediu aos técnicos no sentido de adquirirem os mapas das zonas e meios de sustento de fluxos de mercado que permitiam as províncias e ao país identificar e conhecer as áreas potencialmente produtoras de tipos específicos de alimentos e aquelas que pelas suas características têm menor poder de produção de culturas alimentares.

    “O governo tem dado respostas às questões de calamidades naturais, apoiando à população em segurança alimentar com intervenções imediatas de distribuição de géneros alimentícios e outros bens de primeiras necessidades com acções de curto e médio prazo, através da construção e reabilitação de chimpacas, furos artesianos e represas”, frisou.

    Por sua vez, o director nacional do gabinete de segurança alimentar do Ministério da Agricultura, David Tunga, considerou que o seminário tratou de mapear as zonas de  subsistências e de maior produção, bem como daquelas que por razões diversas  apresentam uma produção fraca.

    Instrumento valioso que vai permitir ao Governo de Angola, a sociedade civil e ao sector privado tomar disposições sobre o aumento, escoamento e comercialização dos produtos pelo país.

    A província de Malanje pelas suas características: solo, clima, recursos hídricos e humanos, pelo seu potencial agro-alimentar pode, a médio prazo, tornar-se numa verdadeiro celeiro do país e da região Austral de África. (portalangop.com)

    Publicidade

    spot_img

    POSTAR COMENTÁRIO

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

    - Publicidade -spot_img

    ÚLTIMAS NOTÍCIAS

    Estados Unidos e China exploram novas opções de alívio da dívida para os países em desenvolvimento

    Os Estados Unidos e a China estão a discutir novas medidas para evitar uma onda de incumprimentos soberanos nos...

    Artigos Relacionados

    Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
    • https://spaudio.servers.pt/8004/stream
    • Radio Calema
    • Radio Calema