Sexta-feira, Abril 19, 2024
16.7 C
Lisboa
More

    Secretário da Defesa americano visita Líbia para apoiar novo governo

    Leon Panetta (e) se encontrou com o primeiro-ministro líbio Abdel Rahim al-Kib (d).

    Leon Panetta se encontrou com o primeiro-ministro líbio Abdel Rahim al-Kib neste sábado, 17 de dezembro, em Trípoli. O secretário da Defesa norte-americano confirmou o apoio dos Estados Unidos ao novo governo da Líbia e disse que o país pode se tornar um parceiro importante de Washington em termos de segurança.

    Apesar de ter passado apenas algumas horas no país, ao desembarcar em Trípoli neste sábado, Leon Panetta se tornou o primeiro chefe do Pentágono a visitar a Líbia. Durante uma entrevista coletiva concedida ao lado do primeiro-ministro líbio Abdel Rahim al-Kib, o representante de Washington demonstrou seu apoio o novo governo do país, instaurado há apenas três semanas. “Essa será uma longa e difícil transição”, disse o secretário americano da Defesa. “Mas eu acredito que eles podem convencer os diferentes grupos a se reunir, formando assim uma Líbia unida e com um único sistema de defesa”, continuou, em alusão às milícias que ainda garantem parte da segurança e dificultam o trabalho dos novos governantes.

    Leon Panetta também abordou as possíveis parcerias futuras entre Trípoli e Washington. “Eu acredito que essa nova Líbia pode se tornar um parceiro importante dos Estados Unidos para a segurança. Nós estamos dispostos a oferecer toda a assistência necessária em um espírito de amizade e de respeito mútuo”, disse ele. Interrogado sobre o tipo de cooperação possível entre os dois países, Panetta disse apenas que, até agora, nenhuma discussão envolvendo armas ou equipamento militar foi iniciada.

    A visita do representante norte-americano acontece poucas horas após o anúncio, feito pelos Estados Unidos e o Conselho de Segurança das Nações Unidas, da retirada de grande parte das sanções em vigor contra a Líbia. A medida tem como objetivo ajudar o país a se reconstruir. Washington também anunciou que 30 bilhões de dólares também serão desbloqueados para colaborar com o novo governo.

    Atualmente, as autoridades de Trípoli não dispõem de fundos suficientes para poder pagar os salários dos funcionários públicos e continuar o desarmamento da população. O anúncio da liberação de fundos dos Estados Unidos pode ajudar o novo governo a reconstruir o país, mas o premiê líbio garantiu que não haverá ingerência da parte da Casa Branca.

     

    Fonte: RFI

    Foto: Reuters

    Publicidade

    spot_img

    POSTAR COMENTÁRIO

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

    - Publicidade -spot_img

    ÚLTIMAS NOTÍCIAS

    FMI altera regras para acelerar acordos de dívida com países em desenvolvimento e evitar atrasos causados pela China

    O conselho executivo do Fundo Monetário Internacional apoiou uma mudança importante para dar-lhe mais liberdade para apoiar países em...

    Artigos Relacionados

    Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
    • https://spaudio.servers.pt/8004/stream
    • Radio Calema
    • Radio Calema