Segunda-feira, Julho 22, 2024
32.8 C
Lisboa
More

    São Tomé acolhe conferência sobre mudanças inconstitucionais na África Central

    Estas segunda e terça-feira, São Tomé acolhe a conferência regional sobre mudanças inconstitucionais na África Central. Esta conferência que conta com a presença de 11 países da Comunidade Económica dos Estados da África Central (CEEAC), também acolhe alguns países de África ocidental, para além de Abdou Abarry, representante especial do secretário geral da ONU para esta região, assim como constitucionalistas e especialistas em segurança e defesa.

    Colocada sob o lema “quadros normativos e políticos para prevenir as mudanças inconstitucionais de governo e uma melhor gestão das transições na África Central”, a conferência organizada hoje e amanhã pelos países membros do Comité Consultivo Permanente das Nações Unidas para as Questões de Segurança na África Central (UNSAC) visa discutir as causas deste fenómeno recorrente no continente africano e explorar pistas para os países da CEEAC lidarem com este problema de forma duradoira.

    Neste âmbito, os cerca de quarenta participantes desta conferência devem passa rem revista os instrumentos de governação democrática e os dispositivos relativos aos processos de transição, as experiências de outras regiões, nomeadamente da África Ocidental, devendo ser mobilizadas.

    Na abertura deste evento, o Primeiro-ministro são-tomense, Patrice Trovoada, referiu que a alternância inconstitucional só pode ser revertida com a revisão do quadro normativo jurídico e mostrou-se convicto de que esta conferência pode resultar em avanços na reflexão sobre esta matéria.

    “Estou convencido de que a prevenção dos conflitos e crise políticas, devido à qualidade da governança e da própria qualidade do contraditório político democrático e o acompanhamento das transições políticas serão objecto de muitas contribuições e recomendações de todos os presentes”, declarou o governante.

    A conferência, que conta com o apoio técnico, logístico e financeiro da ONU, é a concretização de uma recomendação da 56.ª sessão da UNSAC realizada de 20 a 24 de Novembro de 2023 em Kigali, no Ruanda. Durante esse encontro, os Ministros dos Negócios Estrangeiros e chefes de delegação adoptaram uma declaração sobre esta matéria e reiteraram o compromisso de promover o constitucionalismo, e defender designadamente os princípios da separação de poderes da independência do poder judicial e a promoção do pluralismo político.

    Por Maximino Carlos

    Publicidade

    spot_img
    FonteRFI

    POSTAR COMENTÁRIO

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

    - Publicidade -spot_img

    ÚLTIMAS NOTÍCIAS

    Trump diz que Kamala Harris será mais fácil de derrotar do que Biden

    O candidato republicano à Presidência dos Estados Unidos, Donald Trump, disse à CNN neste domingo que acha que será...

    Artigos Relacionados

    Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
    • https://spaudio.servers.pt/8004/stream
    • Radio Calema
    • Radio Calema