Terça-feira, Março 5, 2024
10.7 C
Lisboa
More

    Reino Unido: Cotada para Nobel da Paz, paquistanesa de 16 anos visa carreira política

    A paquistanesa Malala Yousafzai indicada para o prêmio nobel da paz. (REUTERS/Luke MacGregor)
    A paquistanesa Malala Yousafzai indicada para o prêmio nobel da paz.
    (REUTERS/Luke MacGregor)

    Cotada para ganhar o Prémio Nobel da Paz na próxima sexta-feira, a jovem paquistanesa Malala Yusafzai declarou nesta segunda-feira à rede britânica BBC que pretende seguir carreira política para “mudar o futuro” de seu país. Depois de escapar de um atentado de talibãs, a adolescente de 16 anos se tornou um ícone da luta pela educação para mulheres paquistanesas.

    “Quero entrar para a política e tornar a educação obrigatória em meu país”, disse. “Espero que chegue o dia em que os paquistaneses serão livres, terão paz e cada moça e rapaz irá à escola”. Malala, que foi ovacionada no último dia 12 de Julho após discursar na Organização das Nações Unidas (ONU), lançará um livro contando sua história nesta terça-feira (8).

    Essa autobiografia deve condensar alguns dos textos publicados em seu blog no site da BBC. As histórias, que misturam relatos pessoais e denúncias contra os talibãs da região, celebrizaram a estudante mas causaram a ira dos radicais islâmicos. Em 9 de Outubro de 2012, ela foi baleada na cabeça quando estava dentro de um ónibus escolar.

    Transferida às pressas para o Reino Unido, foi operada com sucesso em Birminghan, onde vive e estuda desde Março deste ano. Sobre a mudança,  ela contou à rede britânica que “foi difícil adaptar-se a uma nova cultura e sociedade”. Principalmente para sua mãe, que nunca havia visto tamanha liberdade para as mulheres: “ela pode ir a qualquer mercado, sozinha, sem o pai ou irmão para acompanhá-la”, observou.

    Em suas intervenções públicas, Malala pede que os governos ocidentais procurem dialogar com os talibãs: “O diálogo é o melhor meio de resolver os problemas e evitar a guerra. E a melhor maneira de lutar contra o terrorismo e o extremismo é muito simples, do meu ponto de vista: Educar as próximas gerações”. No próximo dia 18 de Outubro, Malala Yusafzai deve ser recebida pela rainha Elizabeth no Palácio de Buckingham. (rfi.fr)

    Publicidade

    spot_img

    POSTAR COMENTÁRIO

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

    - Publicidade -spot_img

    ÚLTIMAS NOTÍCIAS

    Emirados Árabes Unidos convocarão uma reunião sobre financiamento climático em preparação para a COP29

    Os Emirados Árabes Unidos reunirão representantes dos países e líderes de instituições financeiras globais numa reunião especial em junho,...

    Artigos Relacionados

    Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
    • https://spaudio.servers.pt/8004/stream
    • Radio Calema
    • Radio Calema