Segunda-feira, Julho 22, 2024
18.4 C
Lisboa
More

    Registo eleitoral casa a casa

    O Ministério da Administração do Território está a usar, em todo o país, nesta segunda fase do recenseamento eleitoral, uma nova tecnologia que permite aos brigadistas fazerem, de casa em casa, registos e reconfirmações de dados.

    A iniciativa pretende ampliar a cobertura do processo e permitir que haja mais votantes nas próximas eleições.

    Estamos já a funcionar, a nível nacional, com uma capacidade aceitável das brigadas e, como é habitual, afirmou, em Luanda, o vice-ministro Adão Almeida, vamos nos próximos dias aumentar o ritmo de trabalho para ver se conseguimos garantir todas as condições técnicas para os cidadãos actualizarem o registo e escolherem o local de voto.

    Mobilização na Lunda-Sul

    O director provincial na Lunda-Sul, Justino Africano, elogiou a iniciativa e disse que as autoridades estão também empenhadas em intensificar as campanhas de sensibilização e de educação cívica.
    A Lunda-Sul, com 82 brigadas, prevê registar, na segunda fase, mais de 30 mil eleitores. Justino Africano, que falava após a reunião com os administradores municipais, chefes das repartições e coordenadores da comissão executiva, considerou excelente o trabalho desenvolvido no ano passado, que permitiu registar 130 mil eleitores na província.
    Para a província do Zaire, as brigadas espalhadas pelos municípios esperam registar, nesta segunda fase da campanha, 12 mil novos eleitores e actualizar os dados dos cartões eleitorais de 76 mil pessoas. O coordenador provincial da comissão executiva para o processo eleitoral no Zaire disse que a meta é alcançável.Ao todo, foram criadas 22 brigadas que actuam nos municípios do Soyo, Nzeto e Mbanza Congo. Eduardo Jarzinho disse que o processo tem o apoio das autoridades tradicionais e das Forças Armadas Angolanas.

    Mais brigadas no Bengo

    No Bengo, a segunda fase do processo de actualização do registo eleitoral começou, na cidade de Caxito, apenas com três brigadas.

    O director provincial dos registos, Zeferino Simão, afirmou que a segunda fase vai ter uma dinâmica gradual extensiva a todos os municípios. Os jovens ligados ao conselho provincial da juventude e a associações juvenis no Cunene acorreram em massa ao posto que funciona na administração municipal do Cuanhama para actualizarem os dados eleitorais.

    “Trabalhamos com todas as organizações juvenis e eles mobilizaram os associados que responderam de forma positiva à campanha”, referiu o secretário executivo da organização.

    Crispiniano dos Santos declarou que o objectivo é envolver toda a juventude da província no processo de registo e reconfirmação de dados eleitorais e que iniciativas do género se vão estender a outros municípios.A comissão executiva provincial para o processo eleitoral no Namibe reuniu-se, ontem, com representantes de Igrejas, autoridades tradicionais e Organizações Não-Governamentais para serem traçadas estratégias de mobilização para a actualização do registo eleitoral.

    O coordenador da comissão, Fernando Paixão, que é também director provincial de registos, afirmou que “é chegado o momento de afinar as máquinas e criar sinergias para o processo congregar todos os eleitores”.

    Fonte: Jornal de Angola

    Publicidade

    spot_img

    POSTAR COMENTÁRIO

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

    - Publicidade -spot_img

    ÚLTIMAS NOTÍCIAS

    Trump diz que Kamala Harris será mais fácil de derrotar do que Biden

    O candidato republicano à Presidência dos Estados Unidos, Donald Trump, disse à CNN neste domingo que acha que será...

    Artigos Relacionados

    Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
    • https://spaudio.servers.pt/8004/stream
    • Radio Calema
    • Radio Calema