Segunda-feira, Julho 15, 2024
19.6 C
Lisboa
More

    «Quero ser Bota de Ouro» – Manucho

    Quando o Burkina Faso parecia crescer com o golo do empate e pôr em perigo o objectivo de Angola, eis que surgiu no primeiro jogo o génio de Manucho Gonçalves, que teve o condão de adivinhar um erro de um adversário e rematar de forma imparável para o fundo da baliza.

    O avançado ofereceu dessa forma três importantes pontos aos palancas Negras e, mais importante ainda alimentou o sonho de toda uma nação.

    O mundo rendeu-se, o lance é dos mais vistos deste CAN-2102 e o avançado angolano provou que está em grande forma, como que dando o sinal que quer voltar a provar que não foi por mero acaso que assinou contrato com o Manchester United.

    Sim, é verdade que não tem sido tão feliz como seria de esperar desde que assinou pelos espanhóis do Valladolid, mas é assim, provando que pode ser mortífero, que a carreira poderá no futuro ganhar novo fôlego.

    O que já é evidente é que Manucho conseguiu naquele lance transformar-se no mais temido dos jogadores angolanos e isso mesmo ficou bem evidente na conversa do seleccionador do Sudão, Mohamed Abdallah, que no final do treino de ontem não deixou de elogiar o avançado angolano.

    Manucho está em alta e vai desfrutando do ambiente, feliz por já ter ajudado Angola no primeiro jogo e convicto de que pode fazer muito mais. Mas nem só dos objectivos do colectivo fala o avançado.

    «O principal é pensar ajudar a equipa a alcançar os objectivos a que se propôs. Mas fez bem ir um pouco mais além e porque não sonhar também em ser o melhor marcador? Sinto-me bem, estou confiante e isso pode servir de força para marcar mais golos nos próximos encontros. Dessa forma ficará Angola bem mais perto de chegar tão longe quanto deseja e para mim seria fantástico ganhar a Bota de Ouro, prémio para o melhor marcador do CAN.»

    Mas, atenção, Manucho Gonçalves sabe bem que o duelo com o Sudão será tremendamente difícil e foi isso mesmo que fez questão de dizer em vésperas do jogo que pode dar desde já a Angola a passagem aos quartos-de-final do Campeonato Africano.

    «Vai ser difícil, mas no futebol, como na vida, nada é fácil de conquistar. Temos de trabalhar, trabalhar muito e espero que consigamos vencer mais este jogo. Temos trabalhado muito bem, o grupo está muito motivado e isso ajuda muito quando se quer ter sucesso», afirmou ontem Manucho Gonçalves, que é uma das mais perigosas armas de Angola neste CAN do Gabão e Guiné Equatorial.

    Fonte: Abola

    Publicidade

    spot_img

    POSTAR COMENTÁRIO

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

    - Publicidade -spot_img

    ÚLTIMAS NOTÍCIAS

    Trump é retirado de comício na Pensilvânia após disparos

    O ex-presidente americano Donald Trump, candidato à reeleição, foi retirado do palco neste sábado durante um comício na Pensilvânia,...

    Artigos Relacionados

    Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
    • https://spaudio.servers.pt/8004/stream
    • Radio Calema
    • Radio Calema