Quinta-feira, Fevereiro 22, 2024
16.9 C
Lisboa
More

    Putin encontra-se nos Emirados Árabes Unidos para fortalecer cooperação com os países do Golfo e os laços petrolíferos

    O presidente russo Vladimir Putin encontrou-se com o presidente dos Emirados Árabes Unidos Xeque Mohammed Bin Zayed Al Nahyan em Abu Dhabi, no início de uma rara viagem ao exterior para fortalecer parcerias no Oriente Médio — desafiando os esforços dos EUA e da Europa para isolá-lo no cenário global.

    Festa de boas-vindas

    Aviões da Força Aérea dos Emirados Árabes Unidos escoltaram o avião quando Putin entrou no espaço aéreo dos Emirados Árabes Unidos, informou a agência de notícias estatal WAM.

    Na chegada, Putin foi recebido por altos funcionários dos Emirados Árabes Unidos e recebeu um sobrevôo da equipe nacional do show aéreo “Emirates Knights”, deixando rastros de vapor nas cores da bandeira russa atrás deles. A artilharia disparou 21 tiros para dar as boas-vindas ao líder russo, segundo a WAM.

    Engajamento com os Emirados Árabes Unidos e a Arabia Saudita

    Putin agradeceu ao líder dos Emirados por recebê-lo e disse que discutiriam tanto o conflito Israel-Hamas como a guerra na Ucrânia, de acordo com comentários transmitidos no início da reunião. As relações entre a Rússia e os Emirados Árabes Unidos estão a “um nível sem precedentes” e centram-se na expansão dos laços económicos, disse ele.

    A delegação russa inclui altos funcionários do petróleo, economia, relações exteriores, espaço e energia nuclear.

    “Ficarei feliz em continuar o nosso trabalho conjunto para fortalecer a cooperação bilateral em diferentes esferas”, respondeu o líder dos EAU, observando o aumento do comércio e do investimento dos dois países fora do petróleo nos últimos anos. Putin também elogiou a decisão dos Emirados Árabes Unidos de se juntarem ao grupo BRICS de economias emergentes.

    Putin também voará para Riade, capital da Arábia Saudita, para conversações com o príncipe herdeiro Mohammed Bin Salman, de acordo com o Kremlin, onde o reforço da parceria entre os gigantes do petróleo irá ser uma prioridade máxima. Em Riad, Bin Salman espera que o líder russo cimente a cooperação dentro da OPEP+.

    A Arábia Saudita acredita que Moscovo implementará a sua parcela nos cortes de produção, disse o ministro da Energia, Prince Abdulaziz bin Salman, em entrevista à Bloomberg TV na segunda-feira. Em comentários à agência de notícias estatal Tass na terça-feira, o vice-primeiro-ministro russo, Alexander Novak, repetiu a posição do reino, dizendo que a OPEP+ está pronta para tomar novas medidas, se necessário.

    Além do petróleo, espera-se que o investimento e o comércio estejam na agenda dos líderes. O Fundo Russo de Investimento Direto espera atrair 1 trilhão de rublos (US$ 10,8 bilhões) em investimentos da Arábia Saudita nos próximos dois anos, disse o chefe do fundo, Kirill Dmitriev , que faz parte da delegação de Putin em Abu Dhabi.

    Espera-se também que Putin discuta a ofensiva de Israel contra o Hamas em Gaza, que está em curso desde o ataque do grupo militante em 7 de outubro, que matou 1.200 pessoas, a maioria civis. Os combates criaram uma barreira entre os EUA, que apoiam Israel, e as nações árabes, incluindo a Arábia Saudita, devido aos milhares de mortos palestinos e ao aprofundamento da crise humanitária.

    Publicidade

    spot_img

    POSTAR COMENTÁRIO

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

    - Publicidade -spot_img

    ÚLTIMAS NOTÍCIAS

    Dani Alves considerado culpado de violação de uma mulher numa discoteca em Espanha

    O futebolista brasileiro de 40 anos negou qualquer infração durante o julgamento de três dias que decorreu este mês....

    Artigos Relacionados

    Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
    • https://spaudio.servers.pt/8004/stream
    • Radio Calema
    • Radio Calema