Segunda-feira, Março 4, 2024
15.5 C
Lisboa
More

    PSI-20 encerra em alta impulsionado pelos ganhos do BCP e da EDP

    (jornaldenegocios.pt)
    (jornaldenegocios.pt)

    O principal índice da praça de Lisboa fechou a última sessão da semana em alta, impulsionado pelas valorizações do Banco Comercial Português e da EDP. No resto da Europa, os índices negoceiam sem tendência definida.

    O principal índice da praça nacional fechou a última sessão da semana no verde. O PSI-20 encerrou a somar 0,60% para os 5.942,78 pontos, com 10 empresas em alta e oito em queda. No resto da Europa, os índices negoceiam sem tendência definida.

    Isto num dia em que o Governo britânico elevou o nível de ameaça terrorista de “substancial” para “severo”, o segundo patamar, em cinco possíveis, em que o risco de um ataque terrorista é mais elevado. Londres afirma ter razões para considerar que os riscos da região vir a ser alvo de ataques terroristas aumentaram de forma substancial com o decorrer da crise na Síria e no Iraque.

    Por cá, a impulsionar o sentimento do principal índice da praça nacional estiveram os títulos do BCP e da EDP. O BCP encerrou a somar 3,92% para 10,35 cêntimos. Ainda no sector bancário, o BPI cresceu 0,69% para 1,464 euros.

    Já a EDP apreciou 1,21% para 3,684 euros. Ainda no sector energético, a EDP Renováveis somou 0,46% para 5,505 euros, a Galp Energia avançou 0,82% para 13,50 euros e a Ren apreciou 0,18% para 2,715 euros.

    A Jerónimo Martins valorizou 0,44% para 10,31 euros e a Sonae somou 0,17% para 1,158 euros.

    A travar uma subida mais acentuada do índice nacional estiveram os títulos da Portugal Telecom. A operadora de telecomunicações cedeu 0,44% para 1,591 euros, contrariando a tendência positiva que tem vindo a registar nas últimas sessões.

    A Portugal Telecom tinha vindo a beneficiar das notícias sobre fusões e aquisições no mercado brasileiro. Notícias que prometem fazer correr ainda muita tinta. No caso da Tim, ainda ontem foi noticiado que a America Movil, de Carlos Slim, deverá formalizar o seu interesse nos próximos dias. Isto numa altura em que já se sabe que a Telefónica foi a escolhida para desenvolver negociações exclusivas com a Vivendi para a compra da GVT, empresa de banda larga brasileira. A Telecom Italia, que detém a Tim, também apresentou uma proposta, mas acabou, por enquanto, vencida pela Telefónica.

    Ainda nas telecomunicações, a Nos desvalorizou 0,67% para 4,44 euros.

    A Mota-Engil, que esta quinta-feira, 28 de Agosto, divulgou um crescimento de 50% nos lucros do primeiro semestre em termos homólogos, encerrou a perder 0,40% para 4,692 euros. (jornaldenegocios.pt)

    por Ana Laranjeiro

    Publicidade

    spot_img

    POSTAR COMENTÁRIO

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

    - Publicidade -spot_img

    ÚLTIMAS NOTÍCIAS

    Campos Neto diz que inflação de serviços é ponto de atenção e vê pressão de salários

    A inflação de serviços no Brasil é um ponto de atenção, com salários começando a “pressionar um pouco” os...

    Artigos Relacionados

    Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
    • https://spaudio.servers.pt/8004/stream
    • Radio Calema
    • Radio Calema