Segunda-feira, Abril 15, 2024
18.5 C
Lisboa
More

    Problemas das crianças do Lar Kuzola são avaliados por vários especialistas

    Uma equipa multidisciplinar vai determinar, no primeiro trimestre de 2012, o estado clínico, físico e psico-emocional das mais de 200 crianças que vivem no Lar Kuzola, disse quinta-feira ao Jornal de Angola, em Luanda, a directora da instituição.
    Engrácia Etelvina do Céu frisou que, apesar de não ter programas específicos para os diferentes perfis das crianças que entram no centro, a instituição trabalha com a Direcção Provincial da Saúde e o Hospital Psiquiátrico de Luanda, no sentido de se fazer um diagnóstico clínico a cada criança.
    A directora afirmou que os resultados do diagnóstico vão servir de base para a direcção do lar elaborar estratégias para resolver ou minimizar os problemas psicológicos das crianças que se encontram sob os seus cuidados.
    O Lar Kuzola acolhe crianças perdidas ou abandonadas pelos pais e órfãs. O Lar tem 236 crianças, algumas das quais com problemas de epilepsia, paralisia cerebral, entre outras doenças.
    Engrácia Etelvina do Céu afirmou que a direcção do lar tenciona estabelecer parcerias com os órgãos de comunicação social, no sentido de divulgarem, com regularidade, informações sobre crianças perdidas.
    No ano passado, a instituição contou com o apoio da Televisão Pública de Angola (TPA) que, todas as quintas-feiras, se deslocava ao Lar Kuzola para fazer a filmagem de crianças desaparecidas, referiu a directora.
    “A televisão tem ajudado em certa medida a descongestionar o lar e dar lugar a outras crianças perdidas”, sublinhou.

    A directora do Lar Kuzola disse que as crianças que vão parar à instituição, algumas fugidas da família, outras acusadas de feitiçaria e expulsas de casa pelos próprios pais, apresentam, na sua maioria, traumas psicológicos que dificultam o seu relacionamento com trabalhadores da instituição.

     A solidariedade

    A empresária Maria Ambrósio e o grupo empresarial José Pinto ofereceram, quinta-feira, ao Lar Kuzola bens alimentares diversos. Em declarações à imprensa, depois do donativo, a empresária disse que o seu gesto resulta do facto de gostar muito de crianças.
    “Eu sou muito sensível para com as crianças”, disse. “Amo as crianças”, reforçou. Maria Ambrósio, que há três anos apoia centros de acolhimento de crianças, ofereceu, na semana passada, bens alimentares a lares infantis no Cacuaco, Kilamba Kiaxi e Viana. O próximo donativo vai para as crianças do Lar Santa Bárbara, no bairro Azul.
    A directora do Lar agradeceu a doação em nome das crianças.

     

     

    Fonte: Jornal de Angola

    Fotografia: Dombele Bernardo

    Publicidade

    spot_img

    POSTAR COMENTÁRIO

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

    - Publicidade -spot_img

    ÚLTIMAS NOTÍCIAS

    Analistas avaliam preço do petróleo após ataque do Irão a Israel

    Os futuros do petróleo quase não foram afetados pelo ataque sem precedentes do Irão a Israel, com os traders...

    Artigos Relacionados

    Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
    • https://spaudio.servers.pt/8004/stream
    • Radio Calema
    • Radio Calema