Segunda-feira, Março 4, 2024
12.4 C
Lisboa
More

    Presidente venezuelano acusa EUA de tentarem dividir a América Latina

    (D.R)
    (D.R)

    O presidente venezuelano, Nicolás Maduro, acusou hoje a administração norte-americana de estar a tentar dividir a região, advertindo os Estados Unidos de que não devem “equivocar-se com a Venezuela, nem com a América Latina”.

    “O império [norte-americano] quer dividir a América Latina (…) Quem tentar dividir a América Latina verá a Venezuela de pé, porque não tememos nada nem ninguém, e vamos defender o sonho de união do nosso continente”, assegurou Maduro. “A cada provocação responderemos com a contundência que nos ensinou o comandante Hugo Chávez”, disse.

    Nicolás Maduro falava no palácio presidencial de Miraflores, em Caracas, durante uma assembleia popular convocada para assinalar o 15.º aniversário da chegada ao poder do ex-presidente Hugo Chávez, falecido em Março do ano passado, e do início da revolução bolivariana.

    O chefe de Estado venezuelano considerou um “sucesso” a II Cimeira da Comunidade de Estados da América Latina e Caraíbas, realizada na semana passada, em Cuba, deixando entrever que a “demonstração de força” dada pelos países participantes é uma das razões para os Estados Unidos quererem dividir a América do Sul.

    Durante a sua intervenção de hoje, que as rádios e televisões do país tiveram a obrigação de transmitir, em directo, Nicolás Maduro explicou que a assembleia popular, além de assinalar o 15.º aniversário do início da revolução bolivariana tinha como propósito “analisar críticas e autocríticas [do processo], para que a revolução não estanque”.

    O Presidente da Venezuela instou o Grande Polo Patriótico – a aliança de forças políticas que apoiam o seu regime – a avançar com “uma renovação permanente do pensamento político” e acusou a oposição de estar “derrotada e fraccionada”, apenas unida “ao norte [do continente, os Estados Unidos], pelos seus próprios interesses”.

    A assembleia popular começou com uma gravação do Hino Nacional da Venezuela, interpretado por Hugo Chávez.

    O ex-presidente assumiu o poder, pela primeira vez, a 02 de Fevereiro de 1999. O discurso que então pronunciou na tomada de posse, em Caracas, será retransmitido esta segunda-feira, pelas televisões e rádios do país.

    Nicolás Maduro defende que o falecido líder socialista, ao chegar ao poder, encontrou um país em “crise social”, com “80% de pobreza, 40% de miséria, 25% de desemprego estrutural, 60% do povo na economia informal e sem direito à saúde”, e com a educação em vias de privatização.

    No início de Janeiro, o actual presidente da Venezuela disse que o seu governo reduziu para 19,6% o índice de pobreza. (sol.sapo.pt)

    Publicidade

    spot_img

    POSTAR COMENTÁRIO

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

    - Publicidade -spot_img

    ÚLTIMAS NOTÍCIAS

    TAAG promove Angola e destinos africanos na bolsa do turismo de Lisboa

    A TAAG-Linhas Aéreas de Angola participou de 28 de Fevereiro a três de corrente mês, na 4ª edição da...

    Artigos Relacionados

    Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
    • https://spaudio.servers.pt/8004/stream
    • Radio Calema
    • Radio Calema