Domingo, Maio 26, 2024
21.7 C
Lisboa
More

    Presidente do banco BIC duvida que aquisição do BPN tenha sido um bom negócio

    O presidente do banco BIC afirmou hoje que tem sérias dúvidas se a aquisição do Banco Português de Negócios (BPN) por 40 milhões de euros foi uma boa compra, sobretudo por causa da “chacota política”.
    Estas afirmações de Fernando Teles foram proferidas logo no início da sua audição na comissão de inquérito parlamentar sobre a nacionalização e reprivatização do BPN, após perguntas formuladas pelo deputado do PCP Honório Novo e que deram origem a uma discussão extremamente tensa.

    “Julgam que fizemos um grande negócio, mas até hoje senhor deputado Honório Novo tenho dúvidas se o fizemos. Mesmo entre os accionistas, aquilo que vocês acham um grande negócio, também eles têm essas dúvidas. A vossa alternativa era não manter os postos de trabalho, deixar levar o banco à falência, como levaram com o BPP (Banco Privado Português) e como vão levar outros a seguir”, disse.

    Fernando Teles afirmou depois que não ficava aborrecido se outra instituição tivesse comprado o banco e que em Novembro passado, quando o Estado lhe apresentou “novas imposições” para a compra do BPN, fez as malas e voltou para Angola.

    “A seguir, pediram-me para regressar à mesa das negociações, mas tenho consciência que o BPN foi perdendo valor por causa da chacota a nível político, por causa da chacota do dia a dia e da publicidade negativa que houve por parte de muita gente, incluindo deputados. Hoje mesmo tenho dúvidas se vai ser um bom negócio para o banco BIC, que tem uma situação boa em termos de balanço e que não precisa de se meter em aventuras”, declarou, usando um tom de voz extremamente elevado.

    Fernando Teles começou por surpreender os deputados da comissão de inquérito parlamentar ao acusá-los de “falta de respeito” por a sua audição ter começado com mais de uma hora de atraso, o que levou o presidente da comissão, o socialista Vitalino Canas, a referir que os deputados estão em audições desde as 09:30 horas.

    Outro momento tenso aconteceu quando Fernando Teles se recusou a responder a Honório Novo se era habitual haver um só concorrente nestes processos de venda directa de banco alegando que o deputado comunista estava a fazer “insinuações”.

    “Se o senhor [deputado Honório Novo] tivesse arranjado um grupo e tivesse concorrido, já havia dois concorrentes”, respondeu, o que levou o deputado comunista a salientar que neste processo havia quatro concorrentes e que apenas foi seleccionado um para a fase final, o banco BIC.

    “É normal isto”, insistiu Honório Novo, ouvindo então a seguinte resposta do presidente do banco BIC.

    “O senhor sabe perfeitamente que só concorreram à segunda fase duas entidades e, pelo que me disseram, a outra não era credível. Epá, se o senhor está a insinuar seja o que for, da minha parte não sei o que lhe possa dizer”, declarou Fernando Teles.

    Mas Honório Novo reagiu de imediato: “Também não sei o que lhe hei de dizer, sabe. Não sei”.

    “A única coisa que lhe sei dizer é que havia quatro concorrentes e para a negociação final foi escolhido apenas um. Como o senhor [Fernando Teles] não quer comentar processos análogos a nível global, registo a ausência de resposta e passo à pergunta seguinte”, afirmou.

    FONTE: Jornal de Negócios

    Publicidade

    spot_img

    POSTAR COMENTÁRIO

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

    - Publicidade -spot_img

    ÚLTIMAS NOTÍCIAS

    Anora de Sean Baker vence Palma de Ouro em Cannes. Miguel Gomes recebe Melhor Realização com Grand Tour

    O realizador norte-americano recebeu o prémio de Melhor Filme no Festival de Cinema de Cannes pelo qual "trabalhou toda...

    Artigos Relacionados

    Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
    • https://spaudio.servers.pt/8004/stream
    • Radio Calema
    • Radio Calema