Sexta-feira, Março 1, 2024
15.2 C
Lisboa
More

    Presidente angolano apela ao bom senso e manutenção do futebol nacional

    O Presidente da República, João Lourenço, apelou em Malanje, ao bom senso em relação à situação vigente no futebol nacional.

    O estadista angolano falava à imprensa quando questionado sobre as sanções aplicadas pela FAF ao Petro de Luanda, Académica do Lobito, Kabuscorp do Palanca e 1.º de Agosto.

    Na sexta-feira da semana passada, o Conselho de Disciplina da FAF anunciou a sanção ao clube mais titulado do Campeonato Nacional de futebol “Girabola”, com 17 troféus.

    Num caso de corrupção, em que também estão envolvidos o Kabuscorp do Palanca e a Académica do Lobito (também sancionada), o Petro é citado como tendo negociado com o técnico Agostinho Tramagal um valor monetário para vencer o 1.º de Agosto na ponta final do Girabola2022-23.

    João Lourenço é de opinião que deve haver bom senso, mas se houver efectivamente necessidade de se castigar algum prevaricador, que isso seja feito sem nunca pôr em causa a continuidade do campeonato, muito menos que se mate o futebol angolano.

    Considerou a situação como muito grave, tendo em conta o facto de o futebol a nível mundial ser um desporto de multidões, não sendo diferente em Angola, onde é um desporto nacional.

    O Chefe de Estado afirmou que a situação criada ameaça não apenas o campeonato nacional, mas também o próprio futebol angolano.

    “Não posso ir ao detalhe, porque creio que a Federação Angolana de futebol e as associações provinciais me estão a ouvir e saberão como proceder, no sentido de salvaguardar apenas duas questões: Não comprometer o campeonato e não matar o futebol angolano”, frisou.

    O assunto iniciou em Junho último, quando vazou um áudio nas redes sociais em que o treinador Agostinho Tramagal revela pormenores sobre a vitória da Académica do Lobito ante o 1.° de Agosto, por 1-0.

    No som, ouve-se o técnico a dizer que recebeu três milhões de kwanzas do Petro de Luanda para vencer o jogo contra o D’Agosto, o que, a acontecer, colocaria os “tricolores” na primeira posição do Girabola 2022-23.

    Agostinho Tramagal relata que terá ficado com um milhão e dividido dois milhões entre os

    Refere ter negado uma oferta do 1.º de Agosto no valor de sete milhões de kwanzas para se deixar perder e que tudo fez para permitir que o Kabuscorp do Palanca vencesse o jogo da meia-final da Taça de Angola, o que não viria a acontecer.

    Publicidade

    spot_img
    FonteAngop

    POSTAR COMENTÁRIO

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

    - Publicidade -spot_img

    ÚLTIMAS NOTÍCIAS

    Juiza coloca “Man Gena” em prisão preventiva em audiência com enorme aparato policial

    O ativista angolano Gerson Eugénio Quintas "Man Gena", deportado de Moçambique para Angola, vai continuar em prisão preventiva até...

    Artigos Relacionados

    Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
    • https://spaudio.servers.pt/8004/stream
    • Radio Calema
    • Radio Calema