Segunda-feira, Março 4, 2024
14.2 C
Lisboa
More

    Polícia solta jovens que tentavam incitar à violência e desordem

    Aristofanos dos Santos, Porta-voz do Comanda Geral da Polícia Nacional (ANGOP)
    Aristofanos dos Santos, Porta-voz do Comanda Geral da Polícia Nacional (ANGOP)

    O comando de Luanda da Polícia Nacional pôs já em liberdade os sete jovens detidos no princípio da noite de quinta-feira, na capital, devido a “ajuntamentos” e posse de cartazes com dizeres que incitam à violência e a desordem no país.

    Em declarações hoje, sexta-feira, à Angop, o porta voz do Comando Geral da Polícia Nacional, subcomissário Aristófanes dos Santos, disse que os detidos foram identificado e postos em liberdade nas horas seguintes.

    De acordo com o subcomissário, medidas cautelares estiveram na base  da detenção dos cidadãos pertencentes ao auto-denominado Movimento dos Jovens Revolucionários.

    “No dia anterior distribuímos um comunicado de imprensa que foi divulgado pelos órgãos de comunicação social, onde dávamos  conta que haveríamos de repelir qualquer tentativa de manifestação violenta ou que provocasse a alteração substancial a ordem publica”, disse.

    No entanto, acrescentou o subcomissário, “como alguns desses jovens disseram que haveriam mesmo de manifestar-se, a Polícia Nacional reforçou a segurança pública, nos principais pontos da cidade de Luanda”.

    Felizmente, prosseguiu, a manifestação não saiu como estes desejavam, uma vez que a maior parte dos mesmos acataram os conselho e apelos das forças da ordem, mas ainda assim houve  alguns ajuntamentos pontuais nas zonas do largo da Independência, Escola Alda Lara e Cemitério da Santa Ana, prontamente repelidos.

    Acrescentou que, no caso dos sete detidos, estes tentaram insurgir-se contra a polícia no local, nos arredores do Cemitério da Santa Ana e, por medidas cautelares, foram detidos.

    Aristófanes dos Santos apelou aos jovens no sentido de pautarem-se pelo respeito às leis e as normas instituídas na República de Angola, tendo, entretanto, alertado aos partidos políticos que eventualmente estejam por trás das manifestações, no sentido de reavaliarem a sua conduta, uma vez que serão responsabilizados pelos danos que eventualmente possam causar devido a este comportamento.

    Na ocasião, reiterou o apelo a determinadas associações ou formações partidárias para que façam o seu  jogo político sem alteração da ordem e da segurança pública, caso contrario serão repelidos. (portalangop.co.ao)

    Publicidade

    spot_img

    POSTAR COMENTÁRIO

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

    - Publicidade -spot_img

    ÚLTIMAS NOTÍCIAS

    TAAG promove Angola e destinos africanos na bolsa do turismo de Lisboa

    A TAAG-Linhas Aéreas de Angola participou de 28 de Fevereiro a três de corrente mês, na 4ª edição da...

    Artigos Relacionados

    Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
    • https://spaudio.servers.pt/8004/stream
    • Radio Calema
    • Radio Calema