Segunda-feira, Julho 15, 2024
20.2 C
Lisboa
More

    “Pior multinacional do Mundo” opera em Moçambique

    As organizações moçambicanas “Liga dos Direitos Humanos” e “Justiça Ambiental” saudaram a classificação da multinacional brasileira Vale como “Pior Multinacional” do Mundo.

    A avaliação foi feita à margem do Fórum Económico de Davos na Suíça e a empresa foi acusada de protagonizar “violações dos direitos humanos e sociais” no país. Para já tanto o governo moçambicano como a Vale remeteram-se a um silêncio completo.

    A empresa brasileira Vale está envolvida num projecto de exploração de carvão mineral na província setentrional de Tete.
    Para o governo todo o cuidado pode ser pouco se falar contra a companhia brasileira tendo em conta as relações entre os dois países.

    A ministra moçambicana para coordenação da acção ambiental, Alcinda Abreu, ainda não se pronunciou depois da Vale ter sido votada como sendo a pior do Mundo, ganhando o chamado prémio Nobel da vergonha corporativa Mundial, num concurso realizado semana passada à margem do Fórum Económico Mundial na cidade Suíça de Davos.

    A “Voz da América” tentou, sem sucesso, falar por telefone com a ministra Alcinda Abreu.
    O mesmo silêncio acontece com a empresa Vale. A sua assessora de comunicação, chamada Açucena, baseada em Maputo, não responde a chamadas, apesar de o seu telemóvel dar sinal de estar a chamar.

    Um jornalista moçambicano baseado em Tete, onde a empresa brasileira opera, disse à “Voz da América” que normalmente a Vale não responde às solicitações de jornalistas.
    Segundo a mesma fonte, o pessoal da empresa que lida com a comunicação social pede as perguntas por escrito e depois envia-as ao Brasil, onde as respostas são também dadas por escrito e enviadas a Maputo.

    A Justiça Ambiental, uma filial de uma organização não-governamental estrangeira, deplora a atitude da Vale e diz que o governo moçambicano devia tomar medidas para proteger a população em Tete.

    Anabela Lemos disse que toda a gente sabe que a Vale não respeita padrões ambientais recomendados. Anabela Lemos revelou que participou na votação contra a Vale.

    Em Tete, a Vale construiu casas de fraca qualidade para a população movimentada das zonas de exploração de carvão, estando agora em processo de correcção dos defeitos depois de manifestação popular.

    Fonte: VOA

    Publicidade

    spot_img

    POSTAR COMENTÁRIO

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

    - Publicidade -spot_img

    ÚLTIMAS NOTÍCIAS

    Trump é retirado de comício na Pensilvânia após disparos

    O ex-presidente americano Donald Trump, candidato à reeleição, foi retirado do palco neste sábado durante um comício na Pensilvânia,...

    Artigos Relacionados

    Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
    • https://spaudio.servers.pt/8004/stream
    • Radio Calema
    • Radio Calema