Quarta-feira, Abril 17, 2024
23.2 C
Lisboa
More

    PGR investiga obras do PIIM paralisadas em Malanje

    Cinquenta obras do Plano Integrado de Intervenção nos Municípios (PIIM) na província de Malanje, paralisadas há mais de dois anos, estão sob investigação da Procuradoria-geral da República (PGR), com vista a aferir possíveis crimes e consequente responsabilização dos implicados.

    A informação foi avançada hoje, terça-feira, pelo governador provincial de Malanje, Marcos Nhunga, na abertura da I Sessão Ordinária do governo local, referindo que o órgão já criou uma comissão que está a passar pelos municípios para avaliar os níveis de execução física e financeira das empreitadas.

    O governante lamentou o facto de a província estar entre as piores do país na execução PIIM, lembrando que das 133 obras inscritas, 50 ainda estão por concluir, maior parte das quais ligadas à terraplenagem.

    Esclareceu que os atrasos das referidas obras não estão relacionadas com a falta de pagamentos, pois os níveis de execução financeira estão acima da física.

    Face à situação, Marcos Nhunga reiterou a necessidade de os gestores públicos continuarem a pautar pela transparência e absterem-se de actos de corrupção.

    Exortou o engajamento dos administradores e directores provinciais na melhoria das condições de vida dos cidadãos, com incidência para as acessibilidades nos bairros, bem como no reforço do abastecimento de água e energia eléctrica.

    A decorrer até ao fim do dia, I Sessão Ordinária do Governo Provincial de Malanje está apreciar, entre outras questões, o reajustamento e o relatório de execução do PlIM e do Programa Integrado de Desenvolvimento Local e de Combate à Pobreza (PIDLCP).

    Consta da agenda da reunião, a análise dos resultados do I Fórum de Parceiros e Investidores da Província, a ser realizado este ano, a preparação da vigilância epidemiológica contra a cólera, estado das ravinas do município de Massango, deslizamento de terra no Morro de Cabatuquila, erosão da barragem da cadeia da Damba, e o desabamento da ponte sobre o rio Ngola, nos municípios do Quela, Mucari e Malanje. ACC/NC

    Publicidade

    spot_img
    FonteANGOP

    POSTAR COMENTÁRIO

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

    - Publicidade -spot_img

    ÚLTIMAS NOTÍCIAS

    Relação diz “que não há qualquer indício” de que António Costa tenha falado com Lacerda Machado sobre Sines

    O Tribunal da Relação de Lisboa não encontrou nos autos da investigação da Operação Influencer, que resultou na demissão...

    Artigos Relacionados

    Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
    • https://spaudio.servers.pt/8004/stream
    • Radio Calema
    • Radio Calema