Segunda-feira, Março 4, 2024
12.4 C
Lisboa
More

    Pesca ilegal no Zaire com navios de arrasto

    (Fotografia: JA)
    (Fotografia: JA)

    Navios de arrasto de origem desconhecida estão a pescar ilegalmente na zona marítima do município do Nzeto, litoral da província do Zaire, denunciou ontem o chefe do Posto Marítimo, Francisco Mendes.

    O responsável afirmou ser prática frequente navios invadirem as águas territoriais angolanas e capturar pescado.
    Francisco Mendes, que falava no Nzeto num encontro de auscultação com o vice-governador do Zaire para o Sector Económico, Alberto Sabino, disse que esta prática de navios piratas tem danificado os materiais de pescadores artesanais locais e provocado sérios problemas ao ecossistema marinho.
    O chefe do Posto disse que na zona marítima do Nzeto também passam com frequência embarcações com imigrantes em situação ilegal a partir da República Democrática do Congo (RDC), com destino a Luanda, “sob o olhar impávido dos fiscais marítimos afectos à capitania do porto do Soyo, por falta de meios para o cumprimento cabal das suas atribuições”.
    Para inverter este quadro, Francisco Mendes solicitou o apoio urgente do governo provincial do Zaire, com vista à aquisição de embarcações que tornem eficiente e eficaz a actividade de fiscalização marítima ao longo da costa.
    O vice-governador  manifestou-se sensibilizado com as denúncias, garantidon a aquisição, para breve, dos meios solicitados para combater a pirataria e imigração ilegal.
    “Hoje todo o cuidado é pouco por causa da imigração ilegal. Então, vamos interagir, trabalhar e ver como é que podemos dar apoio para se estancar esse mal”, disse o vice-governador.
    A Polícia de Guarda Fronteira no Zaire abortou, há uma semana, quatro tentativas de violação da fronteira com a província do Baixo Congo, na RDC. De acordo com a Angop, que cita um comunicado da Polícia de Guarda Fronteira, na sequência das infracções ocorridas nos postos fronteiriços do Luvo (Mbanza Congo) e Buela (município do Kuimba), foram detidos cinco cidadãos da RDC.
    Os referidos imigrantes em situação ilegal foram já entregues à direcção provincial do Serviço de Migração e Estrangeiros (SME). Semanalmente, dezenas de estrangeiros são interpelados e detidos pela Polícia de Guarda Fronteira. (portalangop.co.ao)

    Publicidade

    spot_img

    POSTAR COMENTÁRIO

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

    - Publicidade -spot_img

    ÚLTIMAS NOTÍCIAS

    TAAG promove Angola e destinos africanos na bolsa do turismo de Lisboa

    A TAAG-Linhas Aéreas de Angola participou de 28 de Fevereiro a três de corrente mês, na 4ª edição da...

    Artigos Relacionados

    Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
    • https://spaudio.servers.pt/8004/stream
    • Radio Calema
    • Radio Calema