Sábado, Junho 15, 2024
16.1 C
Lisboa
More

    O guerrilheiro anticoligação que veio do Twitter

    Usa humor, números do INE e a sigla PAF para desenhar “cartazes” que enfureceram coligação. Amador e sem ligação a partidos, achou o primeiro outdoor do PS “muito mau” e decidiu entrar na guerra

    (D.R)
    (D.R)

    Começou há 21 dias, a 30 de julho. A imagem é de um sem-abrigo sentado, cabeça baixa, com o carrinho de supermercado em que transporta os pertences ao lado, junto a um cartaz com a imagem de Passos Coelho e o slogan “Portugal Pode Mais”. No dia seguinte, aprimorava-se a mensagem: a foto de um avião a levantar rumo ao poente, com os dizeres “500 000 emigrantes numa só legislatura” e “Portugal Pode Mais”. Em cima, o símbolo da coligação Portugal à Frente e dos dois partidos que a compõem, PSD e CDS. Um cartaz, portanto. Seguiram-se, até ontem, mais 33 intervenções, entre cartazes e vídeos: a última é um outdoor com o rosto da ministra das Finanças, máscara de gelo e olhar azul fantasmagórico e a frase “Winter is coming. Again (O inverno vem aí. Outra vez)” -, alusão à série Guerra dos Tronos e aos mortos vivos que vêm do gelo para dizimar os humanos.

    As publicações, efetuadas no Twitter através da conta @varguizm, identificada com rosto e apelido (Vargas), tiveram sucesso imediato: foram difundidas por dezenas de pessoas, cujas publicações por sua vez têm sido difundidas por outros utilizadores, no processo de multiplicação típico da rede – o retweet -, e criaram uma tendência. Neste momento existe já um “gerador de cartazes” online para que qualquer um possa criar o seu (saiba como na caixa ao lado). E chegaram rapidamente às televisões. A 8 de agosto, a SIC reproduzia várias, sem mencionar a autoria dos cartazes, e interpelava as campanhas da coligação e do PS sobre o assunto (ver texto na página ao lado).

    Luís Vargas, o autor desta campanha de um homem só (na verdade, quase só: o amigo e ex-colega da yDreams Vasco Mendonça, criativo da agência de publicidade Escritório, ajuda com sugestões e opiniões), tem 37 anos, nasceu em Lisboa, é designer industrial com um mestrado em Engineering Design pelo Instituto Superior Técnico e criou em fevereiro, com duas outras pessoas, uma agência de comunicação, a Fisherman. Onde a sua função, diga-se, nada tem que ver com o tipo de produto que coloca no Twitter: “Faço design industrial, web design e programação. Quem trabalha na outra parte são os meus dois sócios, pelo que não, não estou a fazer isto como promoção da agência.” (dn.pt)

    Publicidade

    spot_img

    POSTAR COMENTÁRIO

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

    - Publicidade -spot_img

    ÚLTIMAS NOTÍCIAS

    Países se reúnem na Suíça para debater paz na Ucrânia

    Nações se encontram no Lago Lucerna para discutir como ajudar Kiev. Resultado, porém, não deve incluir um cessar-fogo. Rússia...

    Artigos Relacionados

    Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
    • https://spaudio.servers.pt/8004/stream
    • Radio Calema
    • Radio Calema