Domingo, Abril 14, 2024
21.6 C
Lisboa
More

    O engarrafamento a caminho da Ilha de Luanda

    As pessoas que habitualmente passam momentos de lazer na Ilha de Luanda, bem como os seus moradores e todas as outras que, por razões várias, para lá se deslocam, deparam-se com os trabalhos de alargamento e de reabilitação da estrada.

    Diariamente, os embaraços na referida estrada começam a cerca de um quilómetro da entrada da Ilha, ou seja, um pouco depois da Casa do Desportista, verificando-se uma fila enorme e desorganizada que, às vezes, os motociclistas encontram dificuldades para “furar”, face à estreiteza da estrada em alguns pontos de maior concentração de máquinas e trabalhadores da empreiteira. Ao fim-de-semana o cenário é mais crítico. Por se tratar de um local turístico, a afluência de pessoas é substancialmente maior, e daí o engarrafamento começar, quase sempre, à entrada da Chicala.

    O percurso e o tempo

    A nossa reportagem fez o mencionado trajecto no domingo passado e consumiu pouco mais de uma hora para chegar até ao final da Ilha.

    A partir de sexta-feira ao fim da tarde, até às últimas horas de domingo não se chega à Ilha com facilidade, como era recentemente, cujo trajecto se fazia em cerca de 15 minutos. Um mestre-de-obras que pediu anonimato disse que os trabalhos parciais na via são concluídos dentro de dois meses.

    “As obras estão a decorrer a bom ritmo. Se não acontecer algum imprevisto, dentro de dois meses vamos concluir as tarefas de alargamento de uma parte significativa da estrada, o que permite melhor circulação aos automobilistas”, disse a fonte. Evaristo Cardoso, residente na Ilha, diz estar satisfeito com a restauração da estrada, pelo que não se incomoda com o engarrafamento que tem de enfrentar diariamente para chegar a casa.

    “Muita gente reclama, mas é preciso notar que a estrada estava esburacada e estreita. Em breve fica mais larga e renovada. É uma questão de paciência para depois vivermos dias de bonança”, sublinhou.

    Tais constrangimentos não estão a afectar a actividade dos pescadores, pois a sua clientela habitual continua a acorrer em massa aos locais de venda.
    “Continuamos a vender o peixe normalmente na mesma proporção, quer de manhã cedo, quer no final da tarde, apesar de muitos dos nossos clientes morarem fora da Ilha e terem de enfrentar o engarrafamento para chegarem até aqui”, disse Matos Fernandes, gerente de três embarcações.

    Carlos Alberto, proprietário de um restaurante, sai da Vila Alice e vai com frequência comprar peixe na Ilha, apesar dos incómodos do trânsito. “Não tenho como deixar de vir à Ilha comprar peixe. Os engarrafamentos têm sido um grande obstáculo mas tenho de o suplantar com muito sacrifício”, informou.

    Estradas de Viana e Benfica tráfico fluido

    Aos poucos, as autoridades locais vão encontrando fórmulas para acabar com os engarrafamentos nas principais vias que dão acesso às grandes localidades da periferia da cidade de Luanda. Os exemplos patentes verificam-se nas estradas que ligam Luanda a Viana e Benfica. Por conta de um trabalho de reabilitação e ampliação, o tráfego nestas vias deixou de ser um martírio.
    Hoje, quem se desloca a Viana, saindo de Luanda pela via da estrada de Catete, faz o trajecto sem problemas de maior. Se não for em horas de ponta, num quarto de hora pode chegar ao destino, isso em qualquer dia da semana. Este trajecto ao inverso, pode ser um pouco mais demorado.

    O mesmo se verifica no percurso para o Benfica, pela estrada da Samba. Este trajecto agora é feito com facilidade. Tem havido alguns constrangimentos, mas só depois do meio da tarde, algo não comparável com o que se assistia até há poucos meses.

    Ainda em relação ao Benfica, quem sai de lá para a cidade, depara-se com congestionamento pouco depois das primeiras horas da manhã, mas a partir das 9h00 chega a Luanda sem grandes problemas.

    Fonte: JA

    Publicidade

    spot_img

    POSTAR COMENTÁRIO

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

    - Publicidade -spot_img

    ÚLTIMAS NOTÍCIAS

    Irão lança ataque com mais de 100 drones contra Israel em retaliação

    O Irã lançou um ataque com drones contra Israel em um ato de retaliação, neste sábado (13). “Compreendemos essas...

    Artigos Relacionados

    Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
    • https://spaudio.servers.pt/8004/stream
    • Radio Calema
    • Radio Calema