Domingo, Março 3, 2024
9.9 C
Lisboa
More

    O Barclays adotará novas restrições ao financiamento de projetos de petróleo e gás e reforçará as energias renováveis

    Barclays, o maior credor britânico à indústria de petróleo e gás, disse à Reuters que interromperá o financiamento direto de novos campos de petróleo e gás e restringirá os empréstimos de forma mais ampla a empresas de energia que expandem a produção de combustíveis fósseis.

    A medida, parte do seu Quadro de Financiamento da Transição (TFF), publicado na sexta-feira, segue-se à intensa pressão dos ativistas sobre a sua política energética no meio de um aumento nas emissões prejudiciais ao clima provenientes da queima de combustíveis fósseis.

    Além disso, a partir de 2025, o banco irá restringir o financiamento mais amplo a empresas não diversificadas, como empresas de exploração pura, se mais de 10% das suas despesas forem destinadas à expansão da produção a longo prazo.

    A chefe de sustentabilidade do grupo Barclays, Laura Barlow, disse que a nova política fazia parte do seu compromisso de reduzir as emissões associadas aos empréstimos do banco e reforçar o financiamento para alternativas mais verdes.

    “Trata-se de fortalecer o nosso foco na transição energética”, disse Barlow.

    Barlow disse que os clientes de energia upstream existentes que violassem o limite de 10% passariam por um processo de supervisão aprimorado que também analisaria o investimento do cliente na descarbonização.

    “Não seria uma linha vermelha, mas… informaria nosso apetite ao risco”, disse Barlow.

    O Barclays junta-se a bancos como o HSBC e o BNP Paribas que estão a restringir os empréstimos ao petróleo e ao gás, ao mesmo tempo que se comprometem a aumentar o financiamento para áreas como as energias renováveis, que podem ajudar a limitar o aquecimento global, visando 1 trilhão de dólares em tais empréstimos até 2030.

    A organização sem fins lucrativos ShareAction, que pressionou o Barclays a fazer mais para ajudar a combater as alterações climáticas, disse que, em resposta às novas restrições, retirou uma proposta de resolução dos acionistas que apelava ao banco para parar de financiar novos projetos de expansão.

    Não se espera que as restrições ao financiamento de projetos tenham um grande impacto nos seus negócios, dada a sua quota de mercado limitada. O banco não está entre os 15 principais bancos de financiamento de projetos a nível mundial e a maioria ainda não adotou restrições semelhantes.

    Jeanne Martin, chefe de padrões bancários, disse que a mudança para limitar o financiamento a projetos de expansão e estabelecer testes climáticos para todos os clientes foi boa de ver, embora ainda houvesse preocupações, inclusive em torno do financiamento do fracking pelo banco.

    O banco foi o maior financiador de combustíveis fósseis na Europa entre 2016 e 2022 e o segundo maior em 2022.

    As emissões associadas aos empréstimos do Barclays ao sector energético caíram 32% entre 2020 e 2022, superando a meta de redução de 15%, afirmou o banco no seu relatório anual de 2022.

    As restrições adicionais introduzidas pelo Barclays incluem a ausência de financiamento para exploração e produção na Amazónia e, a partir de junho de 2024, a ausência de financiamento a empresas que obtenham mais de 20% da sua produção de fontes não convencionais, como areias betuminosas.

    Espera-se que todos os clientes empresariais do Barclays no setor energético apresentem planos de transição ou estratégias de descarbonização até janeiro de 2025, juntamente com as metas de redução de metano para 2030, e um compromisso de acabar com todas as emissões e queimas não essenciais até 2030.

    O chefe de finanças sustentáveis, banco corporativo e de investimento do Barclays, Daniel Hanna, disse que o banco analisou mais de 80 variáveis ao avaliar os planos de descarbonização dos clientes e se comprometeu a revisar 750 entidades clientes na última AGM.

    Em janeiro, o Barclays anunciou a formação de um novo grupo de transição energética para fornecer aconselhamento estratégico aos clientes sobre tudo, desde energias renováveis até soluções baseadas na natureza e captura de carbono.

    Publicidade

    spot_img
    FonteReuters

    POSTAR COMENTÁRIO

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

    - Publicidade -spot_img

    ÚLTIMAS NOTÍCIAS

    Líder da Junta Militar do Chade anuncia candidatura depois do assassinato do líder da oposição

    O líder da Junta Militar do Chade, Mahamat Idriss Deby Itno, anunciou neste sábado, 2, a sua candidatura às...

    Artigos Relacionados

    Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
    • https://spaudio.servers.pt/8004/stream
    • Radio Calema
    • Radio Calema