Quinta-feira, Abril 18, 2024
20 C
Lisboa
More

    Navalny: Multidão desafia autoridades e assiste a funeral

    Milhares de pessoas ignoraram os avisos das autoridades e concentraram-se junto à igreja de Moscovo para assistir ao funeral do opositor Alexei Navalny. O ativista será sepultado no cemitério de Borissovo, na capital russa.

    Sob forte presença policial, milhares de pessoas despediram-se esta sexta-feira (01.03), em Moscovo, de Alexei Navalny, desafiando os avisos de que não seriam permitidas manifestações ilegais.

    O funeral acontece após uma batalha com as autoridades russas para a entrega do corpo de Navalny à família.

    À chegada do carro funerário à igreja, a multidão aplaudiu enquanto entoava: “Navalny! Navalny!” ou “Não tiveste medo, nós também não!”

    Imagens do interior da igreja mostram o caixão aberto com o corpo de Navalny coberto de flores vermelhas e brancas.

    Uma longa fila de vários milhares de pessoas formou-se em frente à igreja.

    “É doloroso, não deviam morrer pessoas como ele, pessoas honestas, com princípios, prontas a sacrificarem-se”, declarou Anna Stepanova.

    “Já não temos políticos como ele”

    “Já não temos políticos como ele e ninguém sabe quando voltaremos a ter”, disse à AFP uma bibliotecária de 55 anos de idade, que admitiu sentir “medo e tristeza” e pediu para não ser identificada.

    Navalny “mostrou o caminho para a liberdade”, disse Maxime, um especialista em tecnologia de informação de 43 anos, que também pediu para que o apelido não fosse divulgado.

    Também os embaixadores da França e da Alemanha deslocaram-se ao local, juntamente com três figuras da oposição ainda em liberdade: Evguéni Roïzman, Boris Nadejdine e Ekaterina Dountsova.

    O velório durou pouco mais de meia hora e os milhares de apoiantes do líder da oposição reunidos à volta da igreja não puderam entrar para prestar homenagem.

    Alexei Navalny será sepultado no cemitério de Borissovo, em Moscovo.

    O opositor russo, um dos maiores críticos do Presidente russo Vladimir Putin, morreu a 16 de fevereiro numa colónia prisional no Ártico. Os apoiantes de Navalny e vários líderes ocidentais responsabilizaram Putin pela morte, mas o Kremlin rejeita as acusações.

    Publicidade

    spot_img
    FonteDW

    POSTAR COMENTÁRIO

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

    - Publicidade -spot_img

    ÚLTIMAS NOTÍCIAS

    Relação diz “que não há qualquer indício” de que António Costa tenha falado com Lacerda Machado sobre Sines

    O Tribunal da Relação de Lisboa não encontrou nos autos da investigação da Operação Influencer, que resultou na demissão...

    Artigos Relacionados

    Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
    • https://spaudio.servers.pt/8004/stream
    • Radio Calema
    • Radio Calema