Quarta-feira, Fevereiro 21, 2024
16.5 C
Lisboa
More

    Na rota do comércio mundial

    (Fotografia: Jornal de Angola)
    (Fotografia: Jornal de Angola)

    Angola apresentou a sua candidatura para acolher a plataforma continental de logística na África austral, para facilitar a circulação do comércio internacional a partir da região, anunciou ontem, em Luanda, o ministro dos Transportes, Augusto Tomás.

    O ministro dos Transportes garantiu que o peso económico e a posição emergente da sua economia no mercado internacional posicionam Angola como forte candidato para acolher a plataforma.
    Augusto Tomás, que falava na primeira reunião de especialistas de logística das Forças Armadas Angolanas FAA), indicou que Angola está inserida num corredor transversal que vai do Oceano Atlântico ao Índico e liga o Porto do Lobito aos portos de Dar-es-Salam (Tanzânia), Beira e Maputo (Moçambique), e Richards Bay e Durban, na África do Sul.
    O Corredor do Lobito, disse, é um eixo que abrange vários países da sub-região da SADC (RDC, Zâmbia, Zimbabwe, Malawi, Tanzânia, Moçambique, Suazilândia e África do Sul).
    O ministro salientou como vantagens o Corredor do Namibe, no sul do país, que deriva para Walvis Bay (Namíbia) e termina na cidade do Cabo (África do Sul). A leste, explicou, Angola cruza o corredor de Trans-Caprivi.
    Augusto Tomás esclareceu que os corredores de desenvolvimento estão mais direccionados para a costa oriental, onde Angola está representada através do Corredor do Lobito. Como plataforma intermodal na rede regional de transportes de mercadorias e passageiros, o Corredor do Lobito é uma oportunidade excepcional de desenvolvimento económico e social  para toda a África Austral.
    O Porto do Lobito ocupa uma posição estratégica privilegiada, ao apresentar possibilidades de incrementar as excelentes condições naturais do seu terminal marítimo, situado no interior da Baía do Lobito, protegida por uma extensa restinga de areia de quase sete quilómetros. É uma baía de águas calmas e suficientemente profundas, que oferece condições naturais e privilegiadas para a instalação de terminais portuários adicionais, vocacionados para o manuseamento de mercadorias de diferente natureza. O Corredor  vai ligar o Porto do Lobito às regiões mineiras da República Democrática do Congo (província do Katanga)  e da Zâmbia (Coperbelt), atravessando, a partir do Oceano Atlântico, todo o território angolano através das províncias de Benguela, Huambo, Bié e Moxico. (jornaldeangola.com)

     

    Publicidade

    spot_img

    POSTAR COMENTÁRIO

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

    - Publicidade -spot_img

    ÚLTIMAS NOTÍCIAS

    Angola reafirma compromisso com Programa de Acção de Doha

    Angola reafirmou, esta segunda-feira, na sede das Nações Unidas (ONU), em Nova Iorque, o seu compromisso com...

    Artigos Relacionados

    Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
    • https://spaudio.servers.pt/8004/stream
    • Radio Calema
    • Radio Calema