Domingo, Março 3, 2024
9.8 C
Lisboa
More

    Munícipes do Quela clamam por melhores condições de vida

    Malanje- Jovens de vários estratos sociais, com destaque para estudantes do município do Quela, clamam por melhores condições de vida, a julgar pelas dificuldades sociais que a população se debate.

    Segundo apurou a ANGOP, os munícipes, sobretudo a juventude, necessitam de mais escolas com vista a dar continuidade aos estudos, emprego e entretenimento, melhores unidades sanitárias, distribuição de água e energia eléctrica e reabilitação das estradas.

    O jovem Paulo Suco disse que uma das maiores preocupações prende-se com a falta de energia na sede municipal, há três meses devido a uma avaria que se regista no grupo gerador que alimentava a vila.

    Acrescentou que a degradação da estrada de acesso a sede do município e outras também devem merecer atenção para estimular o desenvolvimento do sector privado e do turismo, para que a região possa atrair investidores e turistas, uma vez que o Quela possui importantes pontos turísticos com destaque para as quedas de Kadiheke e a Baixa de Cassanje, que ao serem exploradas criarão receitas para o Estado.

    As mesmas preocupações são partilhadas pelo jovem Luís Muhanda que defende igualmente a necessidade de melhoria das estradas para permitir o fomento da agricultura, para além da energia, com vista a potenciar a indústria e iluminação pública.

    Lamentou o facto da vila do Quela encontrar-se às escuras, situação que aflige a camada juvenil, que clama ainda por áreas de lazer e abertura dos principais pontos turísticos, incluindo a localidade de Teka-dia-kinda, região que o governo prometeu construir uma vila em homenagem aos heróis da Baixa de Cassanje, cuja pedra foi lançada em 1979 e até hoje o projecto não se concretiza.

    Entretanto, o governador provincial de Malanje, Marcos Nhunga radiografou o município na passada quinta-feira (22) para constatar os preparativos do acto central do 4 de Janeiro de 2023, a ter lugar naquela circunscrição onde manteve um encontro com a sociedade civil.

    No local, o governante disse ter conhecimento dos problemas que afligem os munícipes, consubstanciados em saúde, educação, estradas, energia, água e agricultura, os quais se comprometeu para a resolução paulatina.

    A par disso, Marcos Nhunga constatou com preocupação as obras do edifício autárquico do Quela iniciadas em Maio último, com previsões de conclusão este mês, cuja qualidade reprovou, devido ao fraco material em uso, tendo aventado a possibilidade de paralisação.

    Outra empreitada em curso na sede municipal, sem qualidade, é a construção de uma escola do II ciclo do ensino secundário de 12 salas de aula inscrita no Plano Integrado de Intervenção nos Municípios (PIIM), orçada em 160 milhões de kwanzas, orçamento este que poderá estar na base da má prestação do serviço, por ser baixo, segundo Marcos Nhunga.

    Situado a 115 quilómetros da cidade de Malanje, o município do Quela compreende as comunas de Xandel, Moma e Missão dos Bângalas e conta com uma população maioritariamente camponesa estimada em mais de 15 mil habitantes.

    A localidade integra a região da Baixa de Cassanje, ao lado dos municípios de Marimba, Cunda-dia Base, Quela, Cahombo e Kiwaba NZoji (Malanje) e Xá-muteba (Lunda norte) e parte da Lunda sul.

    Publicidade

    spot_img
    FonteANGOP

    POSTAR COMENTÁRIO

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

    - Publicidade -spot_img

    ÚLTIMAS NOTÍCIAS

    Líder da Junta Militar do Chade anuncia candidatura depois do assassinato do líder da oposição

    O líder da Junta Militar do Chade, Mahamat Idriss Deby Itno, anunciou neste sábado, 2, a sua candidatura às...

    Artigos Relacionados

    Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
    • https://spaudio.servers.pt/8004/stream
    • Radio Calema
    • Radio Calema