Domingo, Abril 14, 2024
21.6 C
Lisboa
More

    Ministro do Interior exorta cautela nos pronunciamentos

    Ângelo da Veiga Tavares (ANGOP)
    Ângelo da Veiga Tavares
    (ANGOP)
    O ministro angolano do Interior, Ângelo da Veiga Tavares, apelou hoje, em Luanda, aos responsáveis de partidos políticos da oposição e cidadãos comuns, prudência nas declarações relativas aos acontecimentos criminosos que têm estado a ocorrer, principalmente na cidade capital, por forma a se evitar mais ira da população.

    O pronunciamento do ministro foi feito momentos depois de ter participado do velório dos agentes da Polícia Nacional, José Eduardo dos Santos Faria, Augusto Gomes Neto e Finda Pedro João, assassinados na madrugada do dia um de Junho, por desconhecidos, no município de Cacuaco.

    De acordo com o ministro, as acusações feitas pela Unita, relativas ao assassinato dos seus militantes são levianas e irresponsáveis, tendo apelado à sua direcção, no sentido de contenção das palavras e orientar os seus militantes a terem um procedimento adequado quando ocorrem actos do género.

    “Estamos num momento de dor e de luto, não gostaria de falar daquilo que a Unita diz, porque vocês sabem que qualquer indivíduo que queira cometer um crime não deixa os seus sinais no local de crime, mas apelamos sobretudo quer a Unita quer os militantes de outros partidos para serenidade e conterem a ira que este crime ignóbil causou no seio dos efectivos”, disse.

    Entretanto reconheceu que de algum tempo a esta parte, têm se registado alguns crimes violentos, o que obrigou o reforço do patrulhamento com o recurso a Polícia de Intervenção Rápida.

    “De todo modo temos a dar resposta e temos estado a sentir que as coisas estavam a estabilizar até que surgiram estes três crimes, nomeadamente, a morte dos três agentes, dos dois cidadãos militantes da Unita e da bancária”, asseverou.

    No livro de condolências, Ângelo da Veiga Tavares escreveu que “este crime ignóbil e cobarde de que foram vítimas, ao invés de enfraquecer, será um verdadeiro catalisador no combate à criminalidade e aos malfeitores”.

    Os três efectivos da Polícia Nacional mortos a tiros, na madrugada do dia um de Junho, vão a enterrar hoje nas províncias de Luanda, Bengo e Uíge a pedido dos familiares.

    (portalangop.co.ao)

    Publicidade

    spot_img

    POSTAR COMENTÁRIO

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

    - Publicidade -spot_img

    ÚLTIMAS NOTÍCIAS

    Irão lança ataque com mais de 100 drones contra Israel em retaliação

    O Irã lançou um ataque com drones contra Israel em um ato de retaliação, neste sábado (13). “Compreendemos essas...

    Artigos Relacionados

    Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
    • https://spaudio.servers.pt/8004/stream
    • Radio Calema
    • Radio Calema