Segunda-feira, Março 4, 2024
14.2 C
Lisboa
More

    Merkel falta aos jogos do Euro se Timoschenko não for libertada

    A chanceler alemã não irá assistir aos jogos do Euro2012 em protesto contra a forma como a Ucrânia tem tratado Julia Timoshenko, que está doente na prisão.

    A chanceler alemã, Angela Merkel, decidiu não assistir aos jogos do campeonato europeu de futebol na Ucrânia se a ex-primeira-ministra Julia Timoshenko permanecer na prisão, enquanto um ministro do seu governo pediu aos líderes europeus que façam o mesmo.

    O semanário “Der Spiegel” revela a decisão de Angela Merkel e acrescenta que a chanceler aconselhou também os seus ministros a não assistir aos jogos em protesto contra a forma como o regime do presidente ucraniano Víctor Yanukóvich tem tratado Timoshenko, que está doente na prisão, onde iniciou uma greve de fome.

    Merkel abriu apenas uma exceção para o seu ministro do Interior, Hans Peter Friedrich, responsável da política desportiva do governo alemão, embora este já tenha declarado que só assistirá ao jogo entre a Alemanha e a Holanda se antes puder visitar Timoshenko.

    Entretanto, o ministro alemão do Ambiente, Norbert Roettgen, apelou aos líderes europeus que boicotem os jogos do campeonato europeu de futebol a decorrer este verão na Ucrânia em protesto contra a detenção da ex-primeira-ministra Julia Timoschenko.

    A “ditadura” da Ucrânia

    Norbert Roettgen disse ao jornal alemão “Bild” que tem de se garantir que a Ucrânia – que considerou uma “ditadura” – não use o campeonato de futebol para melhorar a sua imagem sem que antes faça as reformas necessárias.

    Para Roettgen, “visitas de ministros ou primeiros-ministros estão fora de questão nas circunstâncias atuais”.

    O governo alemão e especialistas da Clínica Universitária de Charité em Berlim, que têm visitado Timoshenko na prisão, já se ofereceram várias vezes para que a dissidente ucraniana receba tratamento na capital alemã.

    Julgamento adiado

    Um tribunal ucraniano adiou no sábado, devido ao estado de saúde da ex-chefe do Governo, o julgamento do novo processo de Julia Timoschenko, condenada em 2011 a sete anos de prisão, por alegado abuso de poder durante o seu mandato.

    Os advogados da ex-chefe do Governo comunicaram que ela não está em condições de ser julgada e renovaram o apelo para que possa viajar para Berlim para receber a devida assistência médica, como recomendaram médicos da clínica Charité depois de a terem visitado pela segunda vez, na penitenciária de Charkow.

    A fase final do campeonato europeu de futebol decorre em junho e julho na Polónia e na Ucrânia.

    FONTE: Expresso

    Publicidade

    spot_img

    POSTAR COMENTÁRIO

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

    - Publicidade -spot_img

    ÚLTIMAS NOTÍCIAS

    TAAG promove Angola e destinos africanos na bolsa do turismo de Lisboa

    A TAAG-Linhas Aéreas de Angola participou de 28 de Fevereiro a três de corrente mês, na 4ª edição da...

    Artigos Relacionados

    Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
    • https://spaudio.servers.pt/8004/stream
    • Radio Calema
    • Radio Calema