Terça-feira, Março 5, 2024
15 C
Lisboa
More

    Mark Thompson nomeado presidente da CNN num momento crítico da história da cadeia noticiosa

    Mark Thompson, antigo presidente executivo do The New York Times e diretor-geral da BBC, será o próximo líder da CNN, anunciou a cadeia esta quarta-feira. Irá assumir as rédeas da organização noticiosa global de renome num dos momentos mais importantes dos seus 43 anos de história.

    “Não existe em dia um executivo mais experiente, respeitado ou capaz no sector das notícias do que o Mark, e estamos entusiasmados por tê-lo na nossa equipa e por liderar no futuro a CNN Worldwide”, afirmou David Zaslav, o presidente executivo da Warner Bros. Discovery, empresa-mãe da CNN, em comunicado.

    Thompson, que começará oficialmente a 9 de outubro como presidente executivo e como chairman, e que atuará como diretor da cadeia, disse num comunicado que “não podia estar mais entusiasmado com a oportunidade de se juntar à CNN depois de anos a observá-la e a concorrer contra ela com uma mistura de admiração e de inveja”.

    “O mundo precisa de notícias rigorosas e fiáveis agora mais do que nunca e nunca tivemos tantas formas de satisfazer essa necessidade no nosso país e no estrangeiro”, afirmou Thompson. “Onde outros veem perturbação, eu vejo oportunidade. Mal posso esperar para arregaçar as mangas e começar a trabalhar com os meus novos colegas para construir um futuro de sucesso para a CNN.”

    A nomeação de Thompson, um executivo experiente dos meios de comunicação social a quem é atribuído o mérito de ter salvado o The New York Times durante um período turbulento da história do jornal, surge num momento importante para a CNN, com a rede a enfrentar uma série de desafios significativos. A forma como esses desafios forem enfrentados definirá o futuro da cadeia de notícias.

    Em especial, a CNN enfrenta uma ameaça existencial ao seu modelo de negócio devido à rápida contração da televisão linear tradicional, onde gera a maior parte das suas receitas. Thompson enfrentou um desafio semelhante durante o seu tempo no The Times, quando o negócio de longa data dos jornais impressos entrou em colapso à medida que o público migrou para a Internet e os leitores cancelaram as suas assinaturas em papel de jornais. No Times, Thompson transformou com sucesso o jornal numa potência digital.

    A CNN continua também a debater-se com um ambiente político espinhoso. O ex-Presidente dos EUA Donald Trump, que fez da cadeia de notícias um dos principais alvos do seu primeiro mandato, está a tentar chegar novamente à Casa Branca em 2024, ao mesmo tempo que enfrenta múltiplas acusações criminais – tudo isto garante efetivamente que as redações serão forçadas a nadar num rio poluído de desinformação, juntamente com as difamações de Trump e dos seus aliados.

    Publicidade

    spot_img

    POSTAR COMENTÁRIO

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

    - Publicidade -spot_img

    ÚLTIMAS NOTÍCIAS

    China promete “transformar” economia e estabelece meta ambiciosa de crescimento

    O primeiro-ministro chinês, Li Qiang, anunciou na terça-feira uma meta ambiciosa de crescimento econômico para 2024, de cerca de...

    Artigos Relacionados

    Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
    • https://spaudio.servers.pt/8004/stream
    • Radio Calema
    • Radio Calema