Quarta-feira, Fevereiro 21, 2024
19.2 C
Lisboa
More

    Marinha sul-africana participa na captura de piratas

    Cidade de Cabo – A Marinha sul-africana anunciou ter desempenhado um papel essencial na captura de piratas ao largo das costas da África Oriental, prendendo uma das suas embarcações na última semana.

    O navio da Marinha sul-africana SAS Drakensberg efectua patrulhas ao largo das costas  do norte de Moçambique, no quadro da operação Copper, fruto duma colaboração entre a África do Sul, Moçambique e a Tanzânia.

    O SAS Drakensberg foi alertado na sequência do fracasso dum ataque pirata contra um barco mercantil filipino, há 10 dias, na ponta norte do Canal de Moçambique.

    “Já efectuava patrulhas ao longo de Canal de Moçambique nesse momento”, indicou a Marinha sul-africana num comunicado.

    Segundo a nota, na segunda-feira de manhã, um avião francês localizou o barco principal pirata ao largo das costas tanzanianas que se dirigia para o norte. Este barco principal pirata que rebocava um barquinho foi identificado como o barco srilanquês Nimesha Duwa, apreendido por piratas a 9 de Novembro passado.

    Na tarde de segunda-feira, prossegue o documento, a Marinha tanzaniana autorizou a África do Sul a levar a cabo operações contra os piratas nas águas territoriais e a caça foi lançada.

    Durante a última semana, o SAS Drakensberg e a força aérea sul-africana patrulhavam ao largo das costas tanzanianas enquanto navios europeus e tanzanianos estavam bloqueados no norte.

    O comunicado explica que, até ao meio dia de quarta-feira, estes esforços concertados obrigaram os piratas a separarem-se e o barquinho com cinco presumíveis piratas a seu bordo foi localizado na ilha de Songo Songo onde foram detidos pelas autoridades
    tanzanianas.

    Como resultado, explica, unidades de diversos países dirigiram-se na noite de quarta-feira para a posição estimada do navio principal pirata,  o barco de guerra espanhol, que foi o primeiro a chegar, pôde apreender a embarcação por volta das 20:30 horais locais, o que
    permitiu a detenção de sete piratas e a libertação dos seis membros da tripulação srilanquesa feitos reféns”.

    De acordo com o municado, os presumíveis piratas foram entregues às autoridades tanzanianas.

    Esta operação provou o mérito da implicação da África do Sul na luta contra a pirataria ao largo da África Oriental.

    Fonte: Angop

    Publicidade

    spot_img

    POSTAR COMENTÁRIO

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

    - Publicidade -spot_img

    ÚLTIMAS NOTÍCIAS

    Angola reafirma compromisso com Programa de Acção de Doha

    Angola reafirmou, esta segunda-feira, na sede das Nações Unidas (ONU), em Nova Iorque, o seu compromisso com...

    Artigos Relacionados

    Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
    • https://spaudio.servers.pt/8004/stream
    • Radio Calema
    • Radio Calema