Domingo, Abril 14, 2024
21.6 C
Lisboa
More

    Mãe acusada de matar o filho por ser da UNITA

    Isabel José Cabongo, a cidadã acusada de ser a responsável pela morte de seu filho, João Agostinho João, mais conhecido por “Prata” de 25 anos de idade, sob acusação de ser militante da UNITA, negou tais acusações, apurou a RNA.

    Isabel Cabongo, disse não ser a responsável do ocorrido no dia 7 de Janeiro, ao seu filho, pois até então ele se encontrava em bom estado de saúde.

    “Quando tocou 2 horas e 45 minutos é quando estava o telefone a chamar, eu respondi e era a mulher dele que me pediu para ir à casa deles, só que era tarde, hora dos bandidos então não saí. Quando tocou 4 horas pedi a mulher e ao irmão do vizinho para me irem acompanhar, assim que chegamos a mulher disse que ele veio do trabalho estava com dores de cabeça, tomou comprimidos e dormiu, mas vi a cara dele não me estava nada a agradar peguei nele para levar ao hospital, mas na porta de casa ele acabou por morrer”, explicou.

    Fonte: RNA

    Publicidade

    spot_img

    POSTAR COMENTÁRIO

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

    - Publicidade -spot_img

    ÚLTIMAS NOTÍCIAS

    Irão lança ataque com mais de 100 drones contra Israel em retaliação

    O Irã lançou um ataque com drones contra Israel em um ato de retaliação, neste sábado (13). “Compreendemos essas...

    Artigos Relacionados

    Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
    • https://spaudio.servers.pt/8004/stream
    • Radio Calema
    • Radio Calema