Quarta-feira, Maio 29, 2024
17.8 C
Lisboa
More

    Luís Mendonça diz-se Burlado no ‘Jardins do Éden’

    A Ridge Solutions, promotora do projecto imobiliário Jardins do Éden é acusada pelo escritor e jornalista José Luís Mendonça (56 anos), de burla. Depois de ter investido 95 mil e 531 dólares na aquisição de uma casa há cerca de cinco anos, sem que o imóvel lhe tenha sido entregue. O também jurista mostra-se indignado com as declarações da empresa numa matéria que o O PAÍS publicou em Junho passado.

    Na altura, a empresa garantia estar em contacto com os compradores e dizia que estava a resolver todos os casos atrasados, restando pouco mais de uma dezena de pessoas a aguardar pela entrega dos seus imóveis.

    José Luís Mendonça é categórico em afirmar que a empresa mente. O jurista afirma que a promotora foge dos clientes e sabe que também foge do INADEC. “Eu, contadas, já fui 17 vezes ter com eles, eles que digam quantas vezes vieram ao meu encontro”, desafiou.

    A indignação de José Luís Mendonça surge num momento em que diz sentir-se humilhado, “humanamente abusado pela direcção dos empreendimentos Jardins do Éden, principalmente porque, até hoje não tenho casa para albergar a família”. E diz mais, “perante o retardamento no cumprimento da obrigação, começo a arcar com determinados prejuízos morais e materiais pelo inadimplemento da obrigação por parte da empresa Jardins do Éden, pois estou a pagar renda”.

    O que Mendonça agora pretende é obter a devolução dos fundos investidos (USD 95.531) e espera que isso aconteça sem mais problemas.

    “Desde quando é que comprar casa com fundos próprios é susceptível de configurar um espectro de pedido de esmolas ao Vigário?” A relação entre cliente e promotor está definitivamente comprometida, com Mendonça a dizer já não existir qualquer confiança na empresa.

    “Não respondem sequer às cartas.

    Perante, tal abuso de confiança, recorri ao INADEC. O INADEC informou, na semana passada, que também têm graves problemas de contacto com a JE (Jardins do Éden) e que esta empresa não é séria.

    E reafirma: “Perante esta nova situação que configura já um caso típico de burla, e porque perdi totalmente a confiança que neles depositava, não tenho outra alternativa senão pedir a indemnização do valor já depositado nas contas da JE, na mesma moeda que paguei.

    ATRASO DE ANOS
    A residência ficou de ser entregue em Setembro de 2009. Depois disso, o cliente contactando fisicamente a empresa, sempre que vinha a Luanda, pois encontrava-se a trabalhar numa missão diplomática no estrangeiro e sempre obteve apenas promessas como resposta. “O mais curioso e aberrante é que a empresa Jardins do Éden, durante estes quatro anos, jamais me contactou nem a mim, nem ao meu procurador legal aqui em Luanda, pelas vias disponíveis (carta, telefone ou email – visto que estamos na era da cibernética), como ordena a norma social da cortesia comercial e o respeito pelo princípio da boa fé negocial, princípiochave do Direito vigente no nosso país”.

    A solução, para José Luís Mendonça, acabou por ser a compra de um terreno para construir ele próprio uma nova casa, daí o pedido de indemnização.

    Por outro lado, José Luís Mendonça diz-se admirado com a forma como alguns empresários, incluíndo os promotores do jardíns do Éden acabam por ferir os esforços do Estado no plano da habitação. E para reforçar a ideia de burla, José Luís diz que o último pagamento que efectuou foi de 25 mil dólares, para ficar com as paredes de uma casa que “seria de outro cliente que tinha desistido”, mas nem esta casa está terminada.

    FONTE: O País

    Publicidade

    spot_img

    1 COMENTÁRIO

    1. Também fui vitima da má fé do Empreendimento Jardins do Èden, desde 2009 que estou a espera do imóvel a até a data 20/12/2013 nem sinal de resposta as carta se derão ao trabalho de responder.
      considero-os uma cambada de gatunos, burladores e muito mais.
      espero que a justiça se faça sentir e me restituam os valores pagos por via de emprestimo bancário que até hoje pago.
      isto é abuso e desreipeito pelo cidadão

    POSTAR COMENTÁRIO

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

    - Publicidade -spot_img

    ÚLTIMAS NOTÍCIAS

    Angola: Indícios de escândalo financeiro abalam Administração Geral Tributária

    Processos de investigação criminal na Administração Geral Tributária (AGT) em Angola, com detenções por suspeitas de corrupção na província...

    Artigos Relacionados

    Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
    • https://spaudio.servers.pt/8004/stream
    • Radio Calema
    • Radio Calema