Sábado, Março 2, 2024
14.8 C
Lisboa
More

    Luanda: Munícipes da Ingombota defendem plano de contingência na época chuvosa

    Munícipes residentes no distrito urbano da Ingombota, província de Luanda, defendem a implementação de um plano de contingência para evitar situações catastróficas, em caso de enxurradas.

    Estragos causados pela chuva em Luanda (Angop/arquivo)
    Estragos causados pela chuva em Luanda (Angop/arquivo)

    Em entrevista efectada pela Angop, disseram que este plano deveria consistir, principalmente na retirada das famílias que vivem em zonas de risco, limpeza de valas de drenagem e reabilitação de vias secundarias e terciarias.

    Para o presidente da comissão de moradores da Ilha do Cabo, Manuel Afonso, as famílias residentes em áreas críticas deveriam ser retiradas e colocadas em zonas mais seguras, para evitar situações de risco.

    Para o ancião Manuel Vicente de Almeida, do bairros da Boavista, a limpeza das valas de drenagem, terraplenagem de vias secundárias e terciárias, sobretudo na periferia da cidade e a operação tapa-buracos, devem igualmente fazer parte do plano antes do início das chuvas.

    Acrescentou, que caso estas tarefas não sejam efectuadas, os estragos causados pelas calamidades serão as mesmas de sempre ou piores.

    “ Como solução para evitar calamidades provocadas pelas chuvas, a retirada voluntária da população residente em zonas de risco, principalmente em montanhas, leito de rios e ao longo das valas de drenagem é primordial”, sugeriu a estudante universitária da comuna da Kinanga, Manuela dos Prazeres.

    já o funcionário público da comuna do Maculusso, José Carlos, pediu a tomada de medidas por parte do governo provincial para com as famílias que teimam em construir nas áreas proibidas, colocando as suas vidas em risco.

    Defendeu ainda, o apetrechamento das administradores distritais e municipais com meios técnicos como moto-bombas e outros equipamentos de apoio para fazer fase as inundações.

    Em relação ao receio do surgimento do surto de doenças provocadas pelas chuvas, os cidadãos sugerem a tomada de medidas para a prevenção de enfermidades, com a realização de campanhas de sensibilização sobre os cuidados a ter para evitar possíveis epidemias, distribuição de água potável e a recolha de lixo, principalmente em áreas periféricas.

    Residem no distrito urbano da Ingombota cerca de 500 mil pessoas distribuídas pelas comunas da Ingombota (sede), Patrice Lumumba, Maculusso, Ilha do cabo e Kinanga.

    O distrito ocupa a maior parte da zona urbana da cidade capital, e as comunas da Kinanga e Patrice Lummba (Boavista) são as mais afectadas na época chuvosa, com inundações e desabamento de terra. (portalangop.co.ao)

    Publicidade

    spot_img

    POSTAR COMENTÁRIO

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

    - Publicidade -spot_img

    ÚLTIMAS NOTÍCIAS

    PGR realça empenho no combate à criminalidade económico-financeira

    O Procurador-Geral da República (PGR), Hélder Pitta Groz, sublinhou esta sexta-feira, em Luanda, que o esforço e empenho da...

    Artigos Relacionados

    Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
    • https://spaudio.servers.pt/8004/stream
    • Radio Calema
    • Radio Calema