Segunda-feira, Julho 15, 2024
23.1 C
Lisboa
More

    Literatura angolana ganha novos títulos

    No domínio do livro, o destaque vai para a importância e magnitude do trabalho desenvolvido pela União dos Escritores Angolanos, potenciando o mercado com títulos de autores nacionais e na internacionalização da literatura angolana, num processo em que a sua divisão editorial vem investindo, de forma estratégica, na tradução de clássicos da literatura angolana, e de títulos da literatura infanto-juvenil.

    O seu Secretário-geral, Dr. Carmo Neto, disse que “para além das edições regulares, com 30 títulos editados em 2011, temos estado a investir, com muita força e prudência, nas traduções, potenciando o processo de internacionalização da literatura angolana. Já traduzimos livros em hebraico, inglês, francês, e árabe, e esperamos, para breve, verter alguns títulos de autores consagrados, do português para o alemão. Será editada, pela primeira vez, uma antologia de contos, organizada pelo ensaísta e crítico literário, António Quino, que é lançada, editada, promovida e comercializada em Portugal, com o apoio do embaixador de Angola em Portugal, Marcos Barrica. O Brasil será um dos destinos desta antologia, daí que consideramos, de forma modesta, o ano de 2011, de bastante produtivo.”

    A União dos Escritores Angolanos editou, de Janeiro a Dezembro de 2011, vários títulos, com destaque para “Os dois amigos”, de Celestina Fernandes, “Estes dois são cão e gato”, de Jonh Bella, “O aniversário de Vovô Imbo”, de Cremilda de Lima, “Sandumingu”, de Frederico Ningi, “Laços de sangue”, de Ismael Mateus, “The two friends”, de Cássia do Carmo, “Pessoas com quem falar III”, de Aguinaldo Cristóvão, “Lições de direito”, de Nélia Dias, “Poesia porta metal”, de Akiz Neto, “Palavras lavradas”, de Pombal Maria, “O regresso de Kambongue”, de Kanguimbo Ananaz, “Corpo molhado de Prazer”, de António Panguila, “Conversa de homens no conto angolano”, de António Quino, “Causas perdidas”, de Carlos Ferreira, “Laço de aço lasso”, de Trajanno Nhankova, “Canto misterioso”, de António Gonçalves, “Olfactos do afecto”, de José Luís Mendonça, “Amigos para sempre”, de Paula Russa, “O último segredo”, de Tazuary Nkeita, e “Batuque mukongo” de Fragata de Morais.

    A União dos Escritores Angolanos deu à estampa a primeira edição da “Revista Maka”, em que vários autores assinaram textos sobre jornalismo e literatura.

    Fonte: JA

    Publicidade

    spot_img

    POSTAR COMENTÁRIO

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

    - Publicidade -spot_img

    ÚLTIMAS NOTÍCIAS

    Trump é retirado de comício na Pensilvânia após disparos

    O ex-presidente americano Donald Trump, candidato à reeleição, foi retirado do palco neste sábado durante um comício na Pensilvânia,...

    Artigos Relacionados

    Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
    • https://spaudio.servers.pt/8004/stream
    • Radio Calema
    • Radio Calema