Sexta-feira, Abril 19, 2024
15.6 C
Lisboa
More

    Jovens leccionam no domicílio

    Laurindo Binge e Miguel Domingos são dois jovens residentes nas imediações da antiga Indústria de Fósforos de Angola (IFA), no município do Cazenga, que devido a escassez de emprego no mercado e a baixa remuneração que auferiam num dos colégios onde trabalhavam, optaram por levar o conhecimento à casa dos alunos.

    Há mais de um mês que os dois jovens exercem esta actividade, uma prática que dizem ser nova na cidade de Luanda. Dão aulas de explicação da iniciação ao primeiro ciclo, com crianças dos cinco aos 11 anos de idade. Actuam preferencialmente nas áreas de Viana, Camama e Talatona, mas estão abertos para intervirem em outras áreas da cidade de Luanda.

    Segundo apuramos, o transporte dos referidos professores é da responsabilidade dos encarregados de educação e é acertado antes do inicio das actividades.

    Os mestres, que são formados na área da educação, garantem ter preparação pedagógica suficiente para ensinarem os alunos que estiverem sob responsabilidade deles, embora não tenham qualquer autorização da Direcção Provincial de Educação de Luanda, assim como o ministério da tutela.

    “Optamos por leccionar em domicílio porque nos facilita. Já trabalhamos em colégios como professores.

    O trabalho que temos feito não é só para suprir as nossas necessidades básicas, mas também porque gostamos de transmitir aquilo que aprendemos”, disse Laurindo Binge, um dos professores. Binge contou a este jornal que actualmente estão a ensinar apenas alunos da iniciação, tendo em conta as solicitações que recebemos nos últimos dias.

    Mas pensam ensinar até ao primeiro ciclo já nos próximos meses e para tal vão adicionar ao grupo mais alguns professores para cobrirem as disciplinas de matemática, física e química.

    “Há muitas vantagens em receber aulas ao domicílio, porque a criança Telma Van-Dúnem fica mais confortável em saber que está em casa. Para os pais este tipo de investimento é mais rentável, cobrase mensalmente o trabalho, ganhasse mais tempo porque os progenitores trabalham durante o dia, economiza-se mais energia física da criança que não se desloca para uma escola”, contou Laurindo Binge.

    As aulas decorrem de segunda a quinta-feira, entre às sete e às 12 horas, e têm a duração de uma hora e trinta minutos. O seu início depende da disponibilidade de tempo de cada uma das crianças.

    Os mentores do projecto acreditam que a interacção entre os professores e alunos são maiores, porque não há a intervenção e pressão de outros alunos. As crianças não recebem aulas ao mesmo tempo, cabendo a um único aluno uma maior atenção daquele que ensina.

    Relativamente a avaliação, os educadores dizem que depende da escola académica onde estão, porque os que eles fazem é para tapar algumas lacunas deixadas pelas escolas públicas e privadas em Luanda.

    Além da educação académica, os jovens disseram que têm ensinado também as crianças sobre as práticas das boas maneiras e higiene pessoal. “Tem sido bom transmitir o que temos por dentro e durante este primeiro mês fizemos um balanço positivo”, garantiram.
    Encarregado satisfeito

    Identificando-se apenas como Felisberto, este encarregado de educação disse que aderiu a este tipo de ensino para os seus três filhos porque acredita que o serviço de ensino ao domicílio é uma oportunidade para os educandos obterem melhores notas com ajuda de professores especializados.

    “A criança mantém a matéria em dia para ter um rendimento aprovado na instituição de ensino em que estuda”, contou o senhor Felisberto, morador do município de Viana, acrescentando que “notou nos professores um bom método de ensino, pois os resultados vistos são satisfatórios”.

    Durante as duas semanas de aulas, o encarregado constatou que “as minhas crianças já têm mostrado algumas mudanças que me alegram, sobretudo no que diz respeito a leitura”.

    Telma Van-Dúnem
    Fonte: O Pais
    Foto: O Pais

    Publicidade

    spot_img

    POSTAR COMENTÁRIO

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

    - Publicidade -spot_img

    ÚLTIMAS NOTÍCIAS

    FMI altera regras para acelerar acordos de dívida com países em desenvolvimento e evitar atrasos causados pela China

    O conselho executivo do Fundo Monetário Internacional apoiou uma mudança importante para dar-lhe mais liberdade para apoiar países em...

    Artigos Relacionados

    Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
    • https://spaudio.servers.pt/8004/stream
    • Radio Calema
    • Radio Calema