Sexta-feira, Junho 14, 2024
16.4 C
Lisboa
More

    Jovens exigem respeito pelos órgãos de soberania

    A JMPLA apelou ontem, em Luanda, aos jovens a respeitarem os órgãos de soberania do país, em particular a figura do Presidente da República, José Eduardo dos Santos. O apelo foi feito pelo primeiro secretário da organização juvenil do MPLA, em Luanda, Nhanga da Assunção.
    O líder juvenil, que discursava num encontro de auscultação das associações juvenis dos municípios de Cacuaco e Viana, condenou os ataques de que são alvo os órgãos de soberania.
    Nhanga da Assunção lembrou que Angola é um país livre e democrático, onde todos podem expressar a sua opinião, mas sem desrespeito pelas instituições do Estado. “Temos estado a assistir muitas manifestações de jovens, instigados por outros partidos, onde são feitas ofensas pessoais à pessoa do presidente do MPLA e aos órgãos de soberania do país, mas em nenhum momento a JMPLA nas suas manifestações exibiu cartazes com ofensas aos presidentes de outros partidos”, disse.
    O dirigente juvenil sublinhou que o Executivo está preocupado e empenhado em resolver os problemas dos angolanos, e em particular da juventude, com a criação de mais postos de empregos, habitação, escolas, hospitais, estradas, acesso a água potável e energia eléctrica. Nos municípios de Cacuaco e de Viana – indicou Nhanga da Assunção – estão em construção várias habitações, estradas, escolas, hospitais, que estão a beneficiar a população e empregar jovens, independentemente da sua filiação partidária.
    O primeiro secretário da JMPLA pediu aos jovens do Cacuaco e Viana para se preocuparem em preservar a paz e em ajudar o Executivo nas acções de combate à delinquência e ao tráfico e consumo de drogas.
    “A JMPLA é a única organização juvenil do país que se preocupa com os problemas da juventude. Temos levado as suas preocupações às autoridades para que os problemas sejam resolvidos. Mas também precisamos que os jovens ajudem o Executivo a encontrar soluções para os problemas da nossa sociedade”, disse.

    Emprego e crédito

    A criação de mais postos de emprego, instituições de ensino, o acesso a bolsas de estudo internas e ao crédito jovem foram algumas das questões levantadas pelos jovens das associações juvenis do Cacuaco e de Viana. Fernando Rufino, do Fórum Municipal da Juventude Religiosa do Cacuaco, disse que grande parte dos jovens do município, depois de concluir a sua formação média ou superior, opta por dar aulas por falta de alternativa a esse emprego.
    “Nós, no município do Cacuaco, temos tido muitos problemas no acesso ao ensino, principalmente ao ensino universitário, apesar da abertura do primeiro Instituto Superior a no município”, disse, apelando para a abertura de mais estabelecimento do ensino superior público e privado. Já o presidente do Fórum Juvenil Escutista, André Manuel, apelou para o desenvolvimento de projectos que reduzam o excesso de consumo de bebidas alcoólicas.
    “Existem eventos que levam os jovens a consumir excessivamente bebidas alcoólicas. Penso que esses eventos deviam ser um pouco mais moderados, porque se a juventude estiver longe do álcool e da delinquência terá uma perspectiva de vida muito diferente”, disse André Manuel.
    O Fórum Juvenil Escutista realizou no ano passado o projecto “Jovens Unidos contra o Alcoolismo”, em que foram feitas palestras sobre as consequências do consumo abusivo de álcool.
    O secretário-geral da organização não-governamental Associação Gira-Jovem, Tomás Lima, falou do interesse pelo acesso ao Crédito Jovem, dizendo que, ao contrário de outros municípios de Luanda, a juventude do Cacuaco desconhece quais são os requisitos para se ter acesso ao crédito.
    “Em Cacuaco só temos ouvido, através dos meios de comunicação social, que existe o Crédito Jovem, mas nunca tivemos a oportunidade de conhecer os requisitos para se ter acesso a esse crédito”, disse, acrescentando que a construção de uma Casa da Juventude no Cacuaco seria ideal para ocupar os jovens nos tempos livres.

     

     

     

    Fonte: Jornal de Angola

    Publicidade

    spot_img

    POSTAR COMENTÁRIO

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

    - Publicidade -spot_img

    ÚLTIMAS NOTÍCIAS

    Cimeira do G7 reforça PGII e Itália anuncia contribuição de 320 milhões de dólares para o Corredor do Lobito em Angola

    A Presidente do Conselho de Ministros da Itália e Presidente do G7, Giorgia Meloni, reuniu-se com os outros Líderes...

    Artigos Relacionados

    Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
    • https://spaudio.servers.pt/8004/stream
    • Radio Calema
    • Radio Calema