Quinta-feira, Maio 30, 2024
24.3 C
Lisboa
More

    Jorge Monteiro: “É preciso trabalhar para que o consumidor queira comprar vinho português”

    Jorge Monteiro, presidente da ViniPortugal. (Foto: D.R.)
    Jorge Monteiro, presidente da ViniPortugal.
    (Foto: D.R.)

    O presidente da ViniPortugal diz que, felizmente, já não surpreende os especialistas quando um vinho português ganha uma medalha. No entanto, defende, é preciso continuar a trabalhar na promoção, sobretudo nos mercados estratégicos, para que os consumidores também tenham uma boa imagem dos nossos vinhos e sintam apetência para os comprar.

    Que balanço faz do destaque que o vinho português está a ter, tendo em conta as medalhas e referências em artigos de prestigio?

    O reconhecimento de Portugal como País produtor de excelentes vinhos está em crescendo e isso nota-se na forma consistente como as nossas exportações tem evoluído. Junto dos especialistas (jornalistas, sommeliers, compradores) temos uma imagem muito positiva e os prémios e medalhas que têm sido atribuídos refletem esse reconhecimento.

    Quando Portugal recebe um grande prémio já não surpreende. Mas temos um enorme trabalho pela frente, pois é preciso que o consumidor também tenha uma boa imagem dos nossos vinhos e sinta apetência para os comprar. É um trabalho que exige esforço e tempo, mas havemos de lá chegar.

    Quais as principais ações de promoção do vinho português previstas para o 2.º semestre do ano?

    Teremos um vasto conjunto de ações nos principais mercados de que salientaria a Prova de São Paulo, já no próximo dia 26 de Agosto, seguida de um road show que passará por Florianópolis, Curitiba, Ribeirão Preto e Victória do Espírito Santo. Em outubro teremos, no dia, 7 a Prova de Tóquio e, a 13, a Prova Anual de Oslo.

    A 20 e 22, as Provas de Boston e Nova York, nos EUA, e de 23 a 25 a Prova de Luanda, seguida de um road show, que passará por Lubango, Benguela/Lobito e Huambo. Ainda neste mês estaremos em Bruxelas, no MEGAVINO, feira de vinhos em que Portugal é o País convidado deste ano. Em novembro, entre 12 e 14, estaremos presentes na Feira Prowine, que terá lugar em Xangai e onde esperamos ter connosco mais de 30 produtores.
    Qual o investimento previsto?
    Nestas ações o investimento é de 920 mil euros. Obviamente, aquelas são as ações que envolvem diretamente os agentes económicos, sendo certo que irão ter lugar outras ações no âmbito da formação e educação de profissionais sobre os Vinhos de Portugal, promoção na restauração e em pontos de venda, estas últimas nos EUA; bem como a organização de visitas inversas de profissionais de alguns dos mercados estratégicos, além de ações de relações Públicas. Estas ações de menor visibilidade representam um investimento de 570 mil euros. No total estamos a falar de um investimento para o último trimestre de 2014 na ordem dos 1.490 mil euros.

    Qual a região alvo de maior promoção nos mercados externos?
    Em termos de mercados é difícil responder, pois como se pode ver o Brasil, os EUA e Angola vão ter, por igual, ações de grande visibilidade. Individualmente será a presença na Prowine que representa o maior investimento (quase 200 mil euros). De notar que há também pequenas ações previstas para a Alemanha, Suécia (onde decorre um programa de formação com 25 ações em clubes de vinho), Canadá, sendo certo que as ações mais importantes tiveram lugar no 1.º semestre.
    Em termos de regiões…

    Não temos uma leitura clara pois não é seguro afirmar que a mais dinâmica seja a que tem maior número de empresas presentes. Podemos porém afirmar que as maiores regiões, Douro e Alentejo, são as que mais participam, logo seguida dos Vinhos Verdes. Mas mesmo regiões mais pequenas têm apresentado um dinamismo muito interessante, como por exemplo o Dão, a Bairrada ou Lisboa. (dinheirovovivo.pt)

    Publicidade

    spot_img

    POSTAR COMENTÁRIO

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

    - Publicidade -spot_img

    ÚLTIMAS NOTÍCIAS

    A voz da África precisa de ser ouvida, afirmou o Presidente do Banco Africano de Desenvolvimento

    O Presidente do Banco Africano de Desenvolvimento, Dr. Akinwumi Adesina, disse que o mundo está a mudar e que...

    Artigos Relacionados

    Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
    • https://spaudio.servers.pt/8004/stream
    • Radio Calema
    • Radio Calema