Sábado, Fevereiro 24, 2024
12.8 C
Lisboa
More

    João Lourenço aponta caminho para paz e reconciliação em África

    O Presidente da República, João Lourenço, considerou, nesta terça-feira, a confiança e unidade na diversidade dos povos de África, como caminho para o continente alcançar a paz e reconciliação, bem como gerir e solucionar conflitos.

    O Chefe de Estado angolano fez essa consideração numa mensagem (virtual) difundida, esta terça-feira, numa sessão do Conselho de Paz e Segurança da União Africana realizada em Adis Abeba, Etiópia, informa, em nota, a Secretaria de Imprensa do Presidente da República.

    No documento, a que a ANGOP teve acesso, o Presidente João Lourenço alertou para “os graves problemas” que África enfrenta “onde, lamentavelmente, os conflitos armados agravam o flagelo da fome, da miséria e das doenças”.

    O Estadista angolano referiu que os conflitos armados também resultam em migrações forçadas das populações, afastam o investimento privado estrangeiro, aumentam o desemprego, como outros males que afectam o quotidiano de milhares de cidadãos.

    O Campeão para a Paz e Reconciliação em África pediu que se deixe “definitivamente para trás o passado conturbado de desentendimento, de desarmonia e de discórdia que condicionou e comprometeu a execução de estratégias de desenvolvimento que ajudariam a impulsionar o nosso crescimento económico e colocar-nos a um nível aceitável de competitividade com outras regiões do mundo”.

    Coloca-se, prosseguiu o Presidente João Lourenço, a cada cidadão africano, aos povos africanos, aos políticos e governantes africanos, às organizações da sociedade civil e demais instituições, “a exigência de desarmarmos as nossas mentes para trabalharmos de mãos dadas e dentro do espírito de fraternidade que nos é característico”.

    Segundo o Chefe de Estado, essa será crucial para se colocar “um fim aos conflitos que subsistem na África Ocidental, na África Central, na Região dos Grandes Lagos, na África Oriental e no Corno de África”.

    Na mensagem aos africanos no dia da celebração, pela primeira vez, do dia dedicado à Paz e à Reconciliação no continente, João Lourenço afirmou que o objectivo é ver num futuro não muito longínquo o continente economicamente forte e socialmente estável, que supere o analfabetismo, a fome e a miséria, que garanta emprego e bem-estar.

    O Chefe de Estado referiu que este “velho sonho” é realizável se todos juntos trabalharem para alcançar uma paz definitiva em todo o continente, declarando tolerância zero ao terrorismo, aos golpes de Estado e às guerras inter-étnicas, inter-religiosas e entre países vizinhos.

    Afirmou que depende, sobretudo, dos africanos tornar África um continente de paz, de reconciliação e desenvolvimento económico, tendo pedido que todas as energias, talentos e recursos do continente sejam dedicados, em primeiro lugar, a favor do desenvolvimento económico e social dos países africanos.

    A mensagem marcou o lançamento do “Dia da Paz e Reconciliação em África”, que passará a ser comemorado a cada 31 de Janeiro, em conformidade com a Declaração da 16ª Sessão Extraordinária da Assembleia da União Africana, realizada em Malabo, Guiné Equatorial, a 28 de Maio de 2022.

    Publicidade

    spot_img
    FonteANGOP

    POSTAR COMENTÁRIO

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

    - Publicidade -spot_img

    ÚLTIMAS NOTÍCIAS

    Lula repete que governo israelense comete genocídio em Gaza e defende criação de Estado palestino

    O presidente Luiz Inácio Lula da Silva dobrou a aposta e reafirmou nesta sexta-feira que o governo de Israel...

    Artigos Relacionados

    Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
    • https://spaudio.servers.pt/8004/stream
    • Radio Calema
    • Radio Calema