Terça-feira, Abril 23, 2024
14.5 C
Lisboa
More

    Israel bombardeia intensamente Gaza

    Israel bombardeou intensamente neste sábado a Faixa de Gaza e matou cinco pessoas da mesma família, que estavam dormindo no momento do ataque, em meio aos apelos do Egipto para que israelitas e palestinos retomem as negociações.

    Fumaça provocada por ataque aéreo israelita contra área residencial na cidade de Gaza (AFP)
    Fumaça provocada por ataque aéreo israelita contra área residencial na cidade de Gaza (AFP)

    O ataque mais violento ocorreu no centro da Faixa de Gaza, em Al-Zawaida. Cinco integrantes da mesma família morreram: o pai, de 28 anos, a mãe, de 26, e os dois filhos, de três e quatro anos de idade. Um tio do pai, de 45 anos, também morreu, segundo fontes médicas.

    Testemunhas afirmaram que o ataque teve como alvo uma casa.

    “Toda esta região é uma área agrícola. Estavam dormindo e à 00h30, no meio da noite, um (avião) F16 bombardeou a casa”, afirmou Salah Abu Dahror, parente das vítimas, enquanto centenas de pessoas enterravam os mortos cavando com as próprias mãos.

    “Já haviam atacado essa casa”, disse outro parente, Suleiman Abu Dahror.

    “Mas os moradores não tinham para onde ir, então retornaram e foram atacados pela segunda vez”, completou.

    O Exército israelita indicou 35 ataques contra alvos na Faixa de Gaza neste sábado, enquanto 30 disparos de projecteis a partir do território palestinos atingiram Israel.

    Quase 2.100 palestinos morreram desde o início da ofensiva israelita, em 8 de Julho, 70% deles civis, segundo a ONU.

    Do lado israelita, 68 pessoas morreram, sendo 64 soldados.

    O Estado de Israel afirma que deseja garantir a segurança dos civis israelitas frente aos disparos de foguetes a partir de Gaza, enquanto o Hamas exige o fim do bloqueio ao território palestino para concordar com uma trégua.

    “Tenham cuidado”

    Centenas de crianças e adolescentes morreram desde 8 de Julho, mas na sexta-feira foi registada a primeira morte de uma criança do lado de Israel, em um ataque com foguetes a partir de Gaza.

    O menino morreu em casa, na área de Sdot Negev, ao leste da Faixa de Gaza.

     

    Um porta-voz do primeiro-ministro israelita Benjamin Netanyahu advertiu que o “Hamas pagará um preço alto pelo ataque”.

    “O Exército e os serviços de inteligência intensificarão as operações até alcançarem o objectivo da operação militar”, completou.

    Ao mesmo tempo que bombardeava o território, o Exército israelita lançou panfletos e enviou mensagens de texto por telefone para advertir a população de Gaza que permaneça “a uma certa distância de qualquer lugar onde actuem as organizações terroristas”.

    “Qualquer casa considerada suspeita será transformada em alvo. A campanha das Forças Armadas de Israel não terminou. Tenham cuidado”, afirmam os panfletos.

    Neste contexto, o Egipto convidou as “partes interessadas a aceitar um cessar-fogo de duração ilimitada e a retomar as negociações indirectas no Cairo”, suspensas desde a retomada dos ataques na terça-feira, após nove dias de cessar-fogo provisório.

    O Egipto, que actua como mediador, “convidará” as delegações palestina e israelita “a retomar as negociações para negociar sobre uma trégua duradoura”, afirmou o presidente palestino, Mahmud Abbas, após uma reunião com o presidente egípcio, Abdel Fatah al-Sissi.

    “O que nos interessa agora é acabar com o banho de sangue”, afirmou Abbas.

    Enquanto isso, o Hamas anunciou que assinou a proposta de Abbas sobre uma adesão dos palestinos ao Tribunal Penal Internacional (TPI), levando em consideração o que poderiam exigir de Israel.

    Na sexta-feira, o movimento islamita executou 18 pessoas acusadas de colaborar com o Estado hebreu.

    As execuções foram cometidas um dia depois das mortes de três comandantes militares do Hamas em ataques israelitas na Faixa de Gaza. (afp.com)

    por

    Publicidade

    spot_img

    POSTAR COMENTÁRIO

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

    - Publicidade -spot_img

    ÚLTIMAS NOTÍCIAS

    Ministro vê “correção de rumo” na Petrobras; CEO destaca resultados

    O ministro de Minas e Energia, Alexandre Silveira, disse nesta segunda-feira ver uma “correção de rumo” na Petrobras, após...

    Artigos Relacionados

    Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
    • https://spaudio.servers.pt/8004/stream
    • Radio Calema
    • Radio Calema