Sexta-feira, Março 1, 2024
15.2 C
Lisboa
More

    Inundações afetam 14.000 pessoas em Maputo

    A forte chuva em Maputo já afetou cerca de 14.000 pessoas e fez quatro mortos, segundo as autoridades moçambicanas. Mais chuvas são esperadas para as próximas 48 horas também no centro do país.

    O Instituto Nacional de Gestão de Desastres de Moçambique (INGD) avançou, nesta sexta-feira (10.02), que cerca 14.000 pessoas já foram afetadas pela chuva intensa que cai na região de Maputo desde quarta-feira.

    De acordo com o mesmo balanço, até agora foram registadas quatro mortes. Entre as vítimas está uma criança que morreu afogada no bairro T3, referiu Paulo Tomás, porta-voz do INGD, à Televisão de Moçambique (TVM).

    No total, 180 famílias encontram-se desalojadas. O INGD diz que a maioria dos afetados pelas chuvas está na capital e bairros periféricos. Três centros de alojamento temporário foram criados para receber os atingidos.

    Casas e estabelecimentos inundados

    As inundações destruíram oito casas e inundaram cerca de 2.800 residências, havendo ainda prejuízos em 13 escolas, 18 vias de acesso e cinco unidades sanitárias, segundo os dados do INGD.

    O instituto refere igualmente que 15 pessoas estão sitiadas pelas inundações na província de Maputo.

    Nas redes sociais, multiplicam-se vídeos e fotos dos estragos deixados pela forte chuva.

    O Centro para a Democracia e Desenvolvimento (CDD) divulgou no seu perfil no Twitter um vídeo com vários pontos de inundações em Maputo e na Matola.

    Em Boane, nos arredores de Maputo, parte do município está submerso devido à subida de caudal dos rios. Um automóvel foi arrastado pela água ao tentar atravessar uma ponte e as autoridades estão a tentar apurar o paradeiro do condutor.

    A movimentação de terras provocou ainda o descarrilamento de um comboio com vagões cisterna vazios na linha de Goba, que liga Moçambique ao reino de eSwatini.

    Chuvas forte no sul e centro de Moçambique

    Entretanto, o Instituto Nacional de Meteorologia (INAM) informou que há previsão de chuvas intensas acompanhadas de trovoadas e ventos com rajadas para as próximas 48 horas nas províncias de Maputo, Gaza, Inhambane, no sul, e ainda em Manica e Sofala, no centro do país.

    A ocorrência de inundações é recorrente nesta altura do ano em Moçambique, que está em plena época das chuvas, Ainda assim, a pluviosidade tem estado acima do esperado.

    Desde quarta-feira, a chuva acumulada superou os 170 milímetros, mais que a média estimada para todo o mês de fevereiro na região da capital, segundo o INAM, que recomendou a tomada de medidas de precaução e segurança.

    Por TMS / LUSA

    Publicidade

    spot_img
    FonteDW

    POSTAR COMENTÁRIO

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

    - Publicidade -spot_img

    ÚLTIMAS NOTÍCIAS

    Índia e África do Sul bloqueiam acordo de investimento nas negociações da OMC

    A Índia e a África do Sul apresentaram uma objeção formal contra um acordo de investimento na reunião...

    Artigos Relacionados

    Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
    • https://spaudio.servers.pt/8004/stream
    • Radio Calema
    • Radio Calema