Terça-feira, Maio 21, 2024
19.5 C
Lisboa
More

    Imobiliário: Preços em queda

    Imóveis (TPA)
    Imóveis (TPA)

    Os preços de venda de casas do segmento de renda alta em Luanda registaram quedas significativas ao longo dos últimos cinco anos devido à elevada oferta no mercado, indica um estudo sobre o Mercado Imobiliário Angolano relativo a 2013, lançado este ano pela empresa de consultoria do sector Proprime.

    Em zonas de Luanda como a Maianga, Ingombota e Talatona, onde os preços estavam acima dos dois milhões de dólares (200 milhões de kwanza) para um a­partamento T2 ou moradia do tipo T4, os valores diminuiram entre 20 a 50 por cento.
    Nas zonas antes consideradas as mais cara de Luanda, Talatona e Maianga, onde em 2009 uma moradia ou apartamento de alto padrão do tipo T4 custava mais de dois milhões de dólares, os preços passaram para um milhão de dólares (100 milhões de kwanzas).
    Na Ingombota, Viana, Benfica e Camama as reduções situam-se entre dez e 30 por cento. O valor de um apartamento ou moradia de alto padrão do tipo T3, que em 2009 custava, na Ingombota e Benfica, um milhão de dólares, passou para 700 ou 900 mil dólares (70 ou 90 milhões de kwanzas).
    Apesar de hoje se registar uma diminuição do ritmo das vendas, as apostas em produtos imobiliários de alto padrão continuam a ser uma realidade em Luanda. O estudo diz que nas zonas da Baixa de Luanda, Talatona e Maianga assiste-se a uma construção “acelerada” de edifícios e moradias que vão atender apenas os segmentos de padrão elevado, onde o preço do metro quadrado ronda os 500 mil kwanzas. “É necessário o empresariado começar a efectuar grandes investimentos no segmento de média e baixa renda, com vista a alterar a focalização no segmento de alto padrão”, aponta o estudo, ao mesmo tempo que assinala a predominância de um elevado défice habitacional neste segmento, fazendo com que os preços sejam “relativamente altos”.
    O Executivo lançou em 2008 o Programa Nacional de Habitação, que prevê a construção de centenas de milhares de casas a nível de todo país a serem comercializadas por renda resolúvel. Para atender esta franja do mercado na cidade de Luanda foram construídas cinco novas centralidades, designadamente, Kilamba, Cacuaco, Musseque Capari, Quilómetro 44 e Zango, onde vai residir perto de um milhão de habitantes. As casas são destinadas a todos os segmentos. (jornaldeangola.com)

    Publicidade

    spot_img

    POSTAR COMENTÁRIO

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

    - Publicidade -spot_img

    ÚLTIMAS NOTÍCIAS

    Presidente da República recebe PCA da TotalEnergies, enquanto produção de petróleo em Angola cai para 1,083 milhões bd

    O Presidente da República, João Lourenço, recebeu, esta segunda-feira, em Luanda, o Presidente do Conselho de Administração (PCA) da...

    Artigos Relacionados

    Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
    • https://spaudio.servers.pt/8004/stream
    • Radio Calema
    • Radio Calema